Jornal diariOnline Região Sul. O seu portal de notícias Algarve e Alentejo Portugal

“Festival MED caminha para ser uma referência ibérica e europeia” – Carlos Carmo

80 horas de música, 60 bandas / mais de 280 músicos, 22 nacionalidades, 10 palcos, 22 nacionalidades...

A 16ª edição do Festival MED, festival de World Music, que se vai realizar de 27 a 30 de junho no centro histórico de Loulé foi apresentado no espaço do Turismo do Algarve na BTL - Bolsa de Turismo de Lisboa, tendo sido reveladas várias novidades. Carlos Carmo, vereador da Câmara Municipal de Loulé e Diretor do Festival, revelou os detalhes afirmando também que o MED caminha para ser uma referência ibérica e europeia.

Ao nível musical, o MED apresenta duas estreias, estando pela primeira vez em Loulé, artistas vindos de Trinidade e Tobago e do Haiti, respetivamente Anthony Joseph e Moonlight Benjamin. Também confirmada está a presença de Tshegue (Congo/França), Orkesta Mendoza (EUA/México), Selma Uamusse (Moçambique/Portugal), Kel Assouf (Nigéria/Bélgica) e dos portugueses Cais do Sodré Funk Connection.

Dino d'Santiago

Outra novidade no cartaz do MED 2019 é Dino d’Santiago, artista natural de Quarteira, que esteve presente na apresentação do Festival MED 2019.

"Este festival é muito querido para mim, todos os anos estou lá, participando com outros artistas, mas este ano estou mesmo a 100% tocando as minhas músicas. É o meu festival de eleição. Espero que por muito tempo o MED continue a elevar o que de melhor há na cultura", disse Dino d’Santiago.

Ao longo dos próximos meses vão sendo revelados outros nomes até perfazer as 60 bandas / mais de 280 músicos anunciados, que vão atuar nos 10 palcos instalados no centro histórico de Loulé, que no total tocarão 80 horas de música de 22 nacionalidades.

O MED 2019 tem como principal novidade, a mudança do palco da Alcaidaria do Castelo para a praça D. Afonso III, também conhecida como largo do chafariz, este na parte exterior da muralha.

Pedro Pimpão, vice-presidente da Câmara de Loulé

Evento com Certificação Ambiental "Sê-lo Verde"

A conquista recentíssima do prémio “Contribution to Sustainability” na mais recente edição do Iberian Festival Awards, reforça ainda mais a aposta da organização - Câmara Municipal de Loulé - alinhando com a Estratégia de Adaptação às Alterações Climáticas. Introduzido em 2014, o Copo Ecológico, contribui para retirar cerca de uma tonelada de plástico por noite, tendo um impacto significativo não só no ambiente, mas também na recolha de resíduos e nos custos.

"O MED é um orgulho para Loulé e já é um evento âncora, também do ponto de vista ambiental", ilustrou Pedro Pimpão, vice-presidente da Câmara de Loulé, na apresentação do evento.

Outra novidade é o fato do Festival MED 2019 apelar aos amantes da sétima arte, o "Cinema MED", cuja iniciativa terá curadoria do crítico Rui Tendinha e trará a Loulé, exibido no castelo, o cinema do mundo, em especial o filme “Gabriel e a Montanha” (Brasil).



Exit mobile version