PCP critica “acentuada” carência de recursos humanos na Pediatria do Hospital de Portimão

O grupo parlamentar do PCP questionou o governo sobre a “acentuada” carência de recursos humanos no serviço de Pediatria do Hospital de Portimão, antecipando “consequências muito gravosas”.

No passado dia 17 de junho, uma delegação do PCP, integrando o deputado Paulo Sá, eleito pelo Algarve, visitou o serviço de Pediatria do Hospital de Portimão e reuniu com o diretor clínico do Centro Hospitalar Universitário do Algarve (CHUA), constatando “que existe uma acentuada carência de recursos humanos neste serviço”.

Pub

O serviço conta com 11 pediatras quando “seriam precisos, pelo menos, 18”, situação “agravada pelo facto de sete destes clínicos terem mais de 55 anos, não fazendo, portanto, urgências”.

“As consequências da falta de pediatras são gravosas, implicando que a Urgência Pediátrica tenha de ser, muitas vezes, assegurada por clínicos gerais e que, por vezes, os utentes tenham de ser transferidos para o Hospital de Faro ou para um hospital da área de Lisboa. Também o Bloco de Partos é afetado, implicando o seu encerramento pontual e a transferência das parturientes para o Hospital de Faro”, salientam os comunistas.

O PCP entende, no requerimento assinado pelos deputados Paulo Sá e Carla Cruz, que “sem medidas decisivas e céleres para a contratação de pediatras” para as duas unidades do CHUA “os problemas tenderão a agravar-se, já que a idade média dos clínicos atualmente ao serviço é muito elevada” - cinco deles têm mais de 60 anos.

Os parlamentares comunistas denunciam ainda a carência de assistentes operacionais. “São, atualmente, 12 na Pediatria e 14 na Urgência Pediátrica, quando deveriam ser 18 e 20, respetivamente”, sustentam, lembrando ainda que a sua média etária “é elevada (superior a 50 anos)”.

Pub

“Faltam ainda técnicos superiores, mais concretamente, um fisioterapeuta e um educador de infância”, prosseguem Paulo Sá e Carla Cruz, no requerimento enviado ao governo.

Nas questões enviadas a Marta Temido, ministra da Saúde, o PCP pede “medidas decisivas” para “garantir, com celeridade”, o reforço do número de pediatras em Portimão, exigindo ainda saber “quando serão contratados os restantes profissionais de saúde em falta”.



Pub
Mais em Saúde
Portugal identifica cinco infeções por varíola, Espanha 8 suspeitos

Depois do Reino Unido ter colocado a Europa em alerta para o vírus da varíola,…

Covid-19: idosos recebem a partir de hoje a 2a dose de reforço

Previsto para o início do outono, a aplicação da 2a dose de reforço foi antecipada devido ao aumento de infeções no país.

Vila Nova de Milfontes recebe ação de promoção de hábitos saudáveis

“Tudo em Prol do Coração!” é o lema da iniciativa agendada para o dia 27…

Médicos
Governo abre 17 vagas com incentivos para captar médicos para o Algarve

O Governo determinou as zonas geográficas do país onde se sente carência de médicos para efeitos de atribuição de incentivos à sua fixação,