Hospital de Portimão

Sindicato Independente dos Médicos acusa governo de discriminar Algarve

O secretariado regional do Sindicato Independente dos Médicos (SIM) acusou hoje o governo de tratar o Algarve de forma discriminatória, por não ter atribuído vagas para especialidades carenciadas no Centro Hospitalar Universitário do Algarve (CHUA).

O sindicato diz ter reagido com “surpresa e preocupação” à não atribuição pelo Ministério da Saúde de vagas carenciadas para as especialidades de Pediatria e Obstetrícia no CHUA, “colocando em risco o atendimento das grávidas no Algarve”.

Pub

Segundo o SIM, a Maternidade de Portimão está “em risco de fechar” por falta de pediatras e a Obstetrícia tem falta de 18 médicos nos seus quadros, além de não ter profissionais para assegurar mais de 50% da escala de Urgência.

“Esta situação incompreensível e discriminatória para a região do Algarve na atribuição de vagas carenciadas ocorre também com outras especialidades, como é o caso da Ortopedia, que possui apenas 7 dos 23 médicos necessários no quadro”, acrescenta a estrutura sindical.

“O Algarve não aceita ser tratado pelo Governo desta forma discriminatória e exige que estas especialidades extremamente carenciadas no CHUA sejam  incluídas no mapa de vagas carenciadas do presente ano”, conclui o SIM.



Pub
Mais em Saúde
Covid-19: idosos recebem a partir de hoje a 2a dose de reforço

Previsto para o início do outono, a aplicação da 2a dose de reforço foi antecipada devido ao aumento de infeções no país.

Vila Nova de Milfontes recebe ação de promoção de hábitos saudáveis

“Tudo em Prol do Coração!” é o lema da iniciativa agendada para o dia 27…

Médicos
Governo abre 17 vagas com incentivos para captar médicos para o Algarve

O Governo determinou as zonas geográficas do país onde se sente carência de médicos para efeitos de atribuição de incentivos à sua fixação,

Algarve vai ter unidade especializada para pessoas trans

Lisboa e Algarve vão passar a ter duas unidades especializadas para atendimento e acompanhamento de pessoas trans, cuja aberta está prevista