Jornal diariOnline Região Sul. O seu portal de notícias Algarve e Alentejo Portugal

PAN quer saber número concreto de colónias de gatos em Olhão

O PAN – Pessoas-Animais-Natureza solicitou à Câmara de Olhão informações sobre o número concreto de colónias de gatos no município, pedindo a implementação do programa CED - Captura, Esterilização e Devolução.

“O grande problema é que o empenho dos municípios nesta questão varia, e infelizmente, a grande parte do trabalho é deixado nas mãos de associações e grupos informais de cuidadores e tratadores, com poucos recursos”, defende a força política, em comunicado.

A falta de controlo das populações de gatos errantes e outros animais “coloca a saúde pública e o meio ambiente em risco, incluindo, claro está, o próprio bem-estar animal”, prossegue o PAN.

Sobre as colónias de felinos errantes e o seu controlo populacional em Olhão, o PAN perguntou sobre o “problema de superpopulação e falta de medidas de controlo implementadas” e se o programa CED está ou não implementado.

A força política quis saber quais as colónias identificadas e quais sofreram intervenção do programa CED, assim como o número de gatos esterilizados em cada uma, nos anos de 2018 e 2019.

De acordo com o PAN, o presidente da Câmara Municipal de Olhão, António Miguel Pina, confirmou a existência de um programa de identificação, contabilização e controlo das colónias de felinos errantes no município, “mas que, no entanto, ainda não é o que desejam”.

“Que estará para breve a abertura de um novo espaço onde mais animais possam vir a ser esterilizados”, acrescentou o autarca, citado pelo partido, que pretende, agora, mais explicações do município.

Na perspetiva do PAN/Algarve, “o certo é, que todos os dias se conhecem novos casos de abandono de animais, o número de animais nas colónias não pára de aumentar e as associações, grupos informais, cuidadores e tratadores desesperam por soluções, respostas e apoio da autarquia”.

“Basta acompanhar alguns dos tratadores ou percorrer algumas ruas do concelho”, explica o PAN, para “rapidamente serem identificados centenas de gatos que não estão esterilizados, assim como outras tantas centenas de crias nascidas há dias ou semanas”.



Exit mobile version