500 milhões de euros é o que o Google aceita pagar para encerrar processo de alegada fraude fiscal em França

Para encerrar uma investigação, iniciada há quatro anos, por alegada fraude fiscal, relativa à alegada fuga de impostos entre 2011 e 2016, o Google concordou em pagar uma multa de 500 milhões de euros em França, cujo acordo foi aprovado esta quinta-feira pelo juiz do Tribunal de Paris Jean-Michel Hayat,  que se a empresa não voltar atrás nos próximos 10 dias, o acordo será final, segundo avança o jornal Record online.

Em causa está o facto de a unidade irlandesa do Google, onde a tecnológica está sediada na Europa, não ter "remunerado adequadamente a subsidiária em França, diminuindo o valor dos impostos que é pago no país", explicou o procurador Pierre-Olivier Amedee-Manesme, citado pela Bloomberg.

Pub

A Bloomberg conta ainda que nos termos do acordo alcançado esta quinta-feira, 12 de setembro, a gigante norte-americana reconheceu os factos subjacentes, mas não se declarou culpada.

Paul Manicle, representante da Google Irlanda, sede da empresa para o continente europeu, disse no Tribunal que a empresa decidiu chegar a acordo porque quer "seguir em frente".



Pub
Mais em Internacional
EUA confirmam primeiro caso de varíola do macaco em 2022

Sintomas da doença incluem febre, dor de cabeça, dores musculares, dores nas costas, calafrios e…

Portugal recebe cabo da Google que liga Europa a África

Portugal recebeu um cabo submarino de fibra óptica de última geração da Google que liga…

António Costa visita esta semana Roménia, Polónia e Ucrânia

O primeiro-ministro António Costa, vai aproveitar a viagem que realiza esta semana à Roménia e…

Queda do avião chinês com 132 pessoas a bordo foi propositada

Dados da investigação sobre a queda do Boeing 737-800 da China Eastern Airlines mostram que…