Foto: Reuters

Barcelona a ferro e fogo sem futebol no fim de semana

As ruas de Barcelona estão a ser palco de enorme conflitualidade. Independentistas estão a ocupar os principais acessos ao aeroporto de El Prat, empunhando a bandeira da independência, ao mesmo tempo que a confusão se alastra um pouco por toda a parte pelas ruas da capital catalã.
Segundo a imprensa, milhares de pessoas reuniram-se em Barcelona, no quarto dia de protestos, despoletando a pior violência de rua das últimas décadas, depois de líderes catalães terem sido condenados a longas penas de prisão pela tentativa de independência em 2017. A Suprema Corte da Espanha condenou na segunda feira nove políticos e ativistas a penas que vão até aos 13 anos de prisão.

No início desta sexta feira, milhares de estudantes começaram a sair à rua, alguns arremessando ovos contra a polícia de choque que se protegia com escudos. Os estudantes anunciavam passeatas de protesto de toda a região, as quais deveriam convergir em Barcelona nesta sexta-feira. Os sindicatos convocaram uma greve geral para hoje e grupos independentistas incitam à revolta, prometendo prosseguir com os protestos sem data definida para terminarem.

Pub
Barcelona X Real Madrid adiado

Em consequência da tensão na Catalunha e do cenário de protestos do movimento independentista, o adiamento do clássico Barcelona x Real Madrid, integrado na 10ª jornada do Campeonato Espanhol, programado para o dia 26 de outubro na capital catalã, foi adiado, embora ainda sem data definida, a qual será escolhida de comum acordo pelos dois clubes.
O comité de competição, órgão disciplinar da Real Federação Espanhola de Futebol (RFEF), concordou com o "adiamento do jogo previsto para o próximo dia 26 de outubro de 2019, devido a causas excepcionais", uma decisão anunciada esta sexta-feira, segundo noticia praticamente toda a imprensa.

O referido comité pede a Barcelona e ao Real Madrid que "alcancem um acordo sobre uma nova data para a partida até segunda-feira 21 de outubro às 10 horas", ao mesmo tempo que pede um relatório à Liga de Futebol (LaLiga) sobre o ocorrido e a situação existente.
Caso os clubes não cheguem a acordo, será o comité quem decidirá a nova data. A Liga tinha solicitado na quarta-feira a troca de estádio, sugerindo que o jogo do dia 26 fosse disputado em Madrid e a partida da segunda volta, em 1 de março de 2020, no estádio do Barcelona, alegando motivos de força maior, mas o comité rejeitou a sugestão.
Segundo a imprensa, os partidos e associações independentistas têm programada para o próximo dia 26 de outubro uma grande jornada de protesto que, pelos vistos já está nas ruas de Barcelona a crescer descontroladamente a partir de hoje.


Pub
Mais em Internacional
Rússia oferece cidadania rápida a residentes da Ucrânia ocupada

Vladimir Putin assinou um decreto nesta quarta-feira (25) que simplifica o processo para os moradores das regiões de Kherson e Zaporizhzhia…

Número de casos de varíola dos macacos em Espanha sobe para 51

Região de Madrid continua a mais afetada, com 47 positivos. Sauna da capital espanhola é…

EUA: Um professor e catorze crianças mortas a tiro no Texas

Catorze crianças e um professor foram mortos num tiroteio numa escola básica dos arredores de San Antonio,…

Ucrânia: 3.000 soldados e 4.000 civis mortos em 3 meses

Entre 2.500 e 3.000 soldados ucranianos e pelo menos 3.930 civis morreram desde o início…