Nuno Craveiro Lopes - Médico

Dados úteis sobre o vírus Corona

Está previsto que no final da crise em Portugal 70-80% da população tenho contactado com o vírus, com um milhão de contagiados, 130 mil com doença activa e cerca de 700 óbitos.

A doença ativa vai aparecer naqueles que estiverem expostos a maior carga de partículas virais e tenham defesas imunitárias mais fracas. Daí a importância de diminuir ao mínimo a exposição ao vírus.

Pub

Estas são medidas baseadas em estudos científicos credíveis, importantes para diminuir a carga viral a que estamos sujeitos no nosso dia-a-dia.

* O vírus não é um organismo vivo, mas uma partícula de proteínas, coberta por uma camada protetora de gordura. Ele é absorvido pelas células da mucosa ocular, nasal ou bucal, causando o contágio.

* O vírus é uma partícula inactiva. Ele não se reproduz por si só, apenas consegue a sua replicação injectando numa célula de um hospedeiro vivo o seu RNA com toda a informação para formar novos vírus. E esta célula sim, vai replicar umas centenas/milhares de partículas virais, gastando o seu material celular, o que leva à sua destruição. Isto acontece a milhões de células do hospedeiro, causando assim a doença.

* Como o vírus não é um organismo vivo, ele não é morto, mas decompõe-se espontaneamente. O tempo de desintegração depende da temperatura, humidade e do tipo de material em que se encontra.

Pub

* A única coisa que protege o vírus é a fina camada externa de gordura. É por isso que qualquer sabão é o melhor meio de o destruir, porque a espuma de sabão dissolve a gordura. Para isso é preciso esfregar por pelo menos 20 segundos e fazer muita espuma. Ao dissolver a camada de gordura, o vírus desintegra-se.

* O calor ajuda a derreter a gordura; por isso deve-se usar água acima de 25 graus para lavar as mãos, roupas e tudo mais. A água quente produz mais espuma, o que a torna ainda mais eficaz.

* Álcool ou qualquer líquido com álcool superior a 65% dissolve qualquer gordura, incluindo a camada lipídica externa do vírus, provocando também a sua desintegração.

* Qualquer mistura com 1 parte de hipoclorito (lixívia) e 5 partes de água dissolve diretamente a proteína do vírus, destruindo-o.

* O peróxido de hidrogénio (água oxigenada) também é eficaz, depois do sabão, álcool e cloro, porque dissolve as proteínas do vírus, mas é necessário usá-lo puro o que causa lesão da pele.

Pub

* O ozono, é eficaz para inativar o vírus desde que se consiga uma concentração de 25 ppm e humidade de mais de 95%. Essa concentração é tóxica para as pessoas respirarem pelo que deve ser utilizado num recipiente fechado ao ar livre.

* Os antibióticos não são eficazes. O vírus não é um organismo vivo como as bactérias; Não se pode matar o que não é um organismo vivo com antibióticos.

* O vinagre não é útil porque não dissolve a camada protetora de gordura do vírus.

* As bebidas alcoólicas não são eficazes. A vodka mais forte só tem 40% de álcool. Para ser eficaz é necessário álcool a 65%.

* O frio (frigorífico, ar condicionado) não inativa os vírus em geral. Eles são mais estáveis a baixas temperaturas do que a temperaturas mais elevadas do que 25°C.

Deve-se lavar com detergente/álcool/lixívia as embalagens e fruta antes de as colocar no frigorífico.

* Numa superfície porosa como a roupa, o Corona vírus desintegra-se após 3 horas, 4 horas em superfícies de cobre e madeira, 1 dia em papelão, 2 dias em metal, 3 dias no plástico e 9 DIAS no chão/asfalto principalmente à sombra. Use apenas um par de sapatos para ir à rua e deixe-os fora da porta, depois de passar o rasto num pano com lixívia a 1:5 partes em água.

* Quando estiver a caminhar ou correr em espaços exteriores, caminhe a mais de 4-5 metros uns dos outros no sentido do trânsito (pela direita) e incentive as outras pessoas a fazer o mesmo para não se cruzarem. Ao correr ou caminhar a respiração aumentada dos infetados liberta um aerossol de vapor de água com partículas virais que permanecem a flutuar. Mesmo distanciados mais de 2 metros a probabilidade de contacto com o vírus é grande em pessoas que se cruzam.

* NUNCA agite roupas, lençóis ou roupas usadas ou não utilizadas e não use espanador, pois as moléculas do vírus flutuam no ar por até 3 horas e podem ser aspiradas pelo nariz ou pela boca.

As partículas virais permanecem muito estáveis ​​no frio exterior ou artificial produzido pelos aparelhos de ar condicionado. Também precisam de humidade para permanecer estáveis e principalmente de escuridão. Portanto, ambientes secos, quentes e brilhantes degradam-no mais rapidamente.

* A luz ultravioleta em qualquer objeto que possa conter vírus, lesa a proteína do vírus. É útil para por exemplo, desinfetar e reutilizar uma máscara.

* O vírus não atravessa uma pele saudável.

* Quanto mais limitado é o espaço onde se encontram as pessoas, maior a concentração do vírus. Quanto mais aberto ou naturalmente ventilado, menor a concentração e menor a possibilidade de contágio.

* Lave as mãos antes e depois de tocar nas membranas mucosas (boca, nariz e olhos), na comida, nas fechaduras, maçanetas, interruptores, controle remoto, telefone celular, relógios, computadores, mesa de trabalho, TV, etc.

* Mantenha também as unhas curtas para que o vírus não se aloje sob as unhas.

PROTEJAM-SE!

* Médico



Pub
Mais em Opinião
Euro visão e o urso faminto

Ainda ecoa em mim: “Luxembourg, douzepoints!”. Nessa época, Portugal nunca recebia doze pontos, o Luxemburgo já colecionava vitórias. Era uma

O impacto da Hipertensão Arterial na principal causa de morte em Portugal: o AVC

As doenças cardio-cérebrovasculares (DCCV) são a principal causa de morte, de morte prematura (isto é, antes dos 70 anos) e de incapacidade em todo o

Uma vida mais saudável e livre de doença

O Dia Mundial da Hipertensão é assinalado a 17 de maio com o objetivo de sensibilizar e promover a prevenção, deteção e controlo da

Alimentação e Enxaquecas: qual a relação?

Comecemos, em primeiro lugar, por diferenciar o conceito de “dor de cabeça” e enxaqueca. A cefaleia, normalmente designada por dor de cabeça,