Jornal diariOnline Região Sul. O seu portal de notícias Algarve e Alentejo Portugal

Pelo menos 30 mortos e cerca de 3.500 desalojados na República Democrática do Congo

Foto 'O Guardião'

Fortes chuvas têm-se feito sentir desde quinta-feira na República Democrática do Congo provocando, até agora, pelo menos 30 mortes e cerca de 3.500 desalojados, segundo fontes oficiais, citadas pela agência Lusa.
Enquanto que ainda decorrem trabalhos de socorro, o balanço provisório cedido à agência EFE por Theo Ngwabidje, governador de Kivu do Sul, dá conta de cerca de três dezenas de mortos e mais de três milhares de desalojados.

Na província de Kivu do Sul, a chuva que caiu durante a noite de quinta-feira fez transbordar o rio Mulungwe, provocando o aumento do nível das águas do lago Tanganica, que inundou a localidade de Uvira, com quase 380 mil habitantes (dados de 2012).
O governador da província adiantou que o Governo da República Democrática do Congo fez chegar uma equipa à zona afetada, que irá avaliar a situação.
Num país com uma população que se estima que terá cerca de 86 milhões de habitantes (2016), Kivu do Sul conta com cerca de seis milhões de pessoas.

A província de Kivu do Sul é uma das 26 províncias congolesas e faz fronteira, a este, com o Ruanda, o Burundi e a Tanzânia, a norte, com a província de Kivu do Norte, a sul, com Catanga e, a oeste, com Maniema.
Uvira é uma das três principais cidades de Kivu do Sul, juntamente com Baraka e Bukavu, a capital da província.


Exit mobile version