Jornal diariOnline Região Sul. O seu portal de notícias Algarve e Alentejo Portugal

“Que bom que foi poder ver o Algarve sem as filas e as enchentes de sempre” – António Costa

(Foto de Arquivo)

O primeiro-ministro convidou hoje os portugueses a fazerem férias “cá dentro”, aproveitando o privilégio de visitarem ou redescobrirem o país, mostrando-se satisfeito por ter estado recentemente num Algarve “sem as filas e as enchentes de sempre”, relatou a agência Lusa.

António Costa falava na apresentação da nova campanha do Turismo de Portugal que visa mobilizar o turismo interno no segundo semestre de 2020, convertendo a mensagem do VisitPortugal em Visita Portugal com o mote #TuPOdes, Visita Portugal.

Lembrando que Portugal, tal como os outros países, terá este ano menos turistas estrangeiros por causa da pandemia de covid-19, o primeiro-ministro acentuou que esta é "a oportunidade" de "fazer férias cá dentro” e de conhecer do país o que não se conhece ou de o redescobrir.

“Se temos o privilégio de viver no melhor destino do mundo, então só nos resta aproveitá-lo”, referiu, de acordo com a Lusa, até porque seguramente não haverá novamente um ano em que o país esteja quase só dedicado ao turismo interno.

“Temos de proteger a nossa saúde, mas temos também de proteger os rendimentos, o emprego e as empresas e de fazer viver estes territórios, que fazem de Portugal o melhor destino do mundo e que dependem muito de haver ou não haver turistas”, sustentou António Costa.

O primeiro-ministro recordou, segundo a Lusa, a recente visita ao Algarve e o facto de ter visto a região como não a via desde os anos 1960, “uma oportunidade rara”, acrescentando que não a deseja voltar a ver tão vazia de turistas.

“Mas, se me concedem um minuto para ser um cidadão egoísta, que bom que foi poder ver o Algarve sem as filas e as enchentes de sempre”, ressalvou.

A campanha «TuPodes, Visita Portugal», apresentada pelo presidente do Turismo de Portugal, Luís Araújo, representa um investimento de dois milhões de euros, vai estar em exibição até ao final do ano e arranca esta terça-feira com o lançamento de um filme protagonizado por turistas de várias nacionalidades, que já visitaram Portugal e que apelam para que os portugueses se deixem contagiar pela vontade de explorar os sons, as paisagens, a cultura ou a gastronomia do país.

A secretária de Estado do Turismo, Rita Marques, referiu os “meses muito difíceis” vividos por um setor que parou de receber turistas, mas salientou o trabalho e preparação que foram sendo feitos, tendo em conta a pandemia do novo coronavírus.

Neste contexto precisou que cerca de 14 mil empresas já aderiram ao selo «Clean & Safe» e que 15 mil trabalhadores já receberam formação.



Exit mobile version