Jornal diariOnline Região Sul. O seu portal de notícias Algarve e Alentejo Portugal

Número de vagas do curso de Medicina da UAlg aumenta e vai chegar às 100

O Mestrado Integrado em Medicina (MIM) da Universidade do Algarve (UAlg) arrancou este mês para a sua 12.ª edição com um aumento do número de vagas face ao ano transato, de 48 para 64 alunos, e apontando à meta dos 100 no futuro.

O ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, participou ontem, segunda-feira, na sessão de acolhimento aos novos alunos, a «cerimónia da bata branca», onde realçou “o trabalho realizado no último ano pela Universidade e pelo Algarve Biomedical Center, as parcerias estabelecidas para o reforço da atividade científica, a contratação que a UAlg fez de novos médicos e a relação crescente com o Centro Hospitalar Universitário do Algarve”.

Por isso, defende Manuel Heitor, “a universidade tem dado os passos certos para aumentar o número de estudantes, assegurando sempre um ensino da melhor qualidade, juntamente com as práticas clínicas”.

Considerando que “hoje o exemplo do Algarve é também um exemplo para outras universidades”, o ministro garantiu que “se está a trabalhar, quer do ponto de vista científico, quer juntamente com as autarquias locais para que se possa preparar um contrato programa e firmar aquilo que foi o desejo inicial deste curso, que é chegar aos 100 novos alunos por ano”.

Nesta cerimónia, organizada pelo Núcleo de Estudantes de Medicina da Associação Académica da UAlg, além do reitor, Paulo Águas, o evento incluiu intervenções de docentes e estudantes do mestrado, que abordaram a importância da ética médica.

Segundo a UAlg, o curso “tem contribuído de forma muito positiva para a fixação de médicos no Algarve e para a melhoria da qualidade dos cuidados de saúde e investigação associada”, nomeadamente através da formação de cerca de 300 novos médicos, dos quais cerca de 37% trabalha presentemente na região algarvia, e do aumento do número de médicos doutorados no Algarve, que passou de 2, em 2009, para mais de 25, em 2020.

A Ordem dos Médicos também já reconheceu publicamente o curso de Medicina da UAlg, nomeadamente pela incorporação da atribuição dos prémios «Manuel Machado Macedo» aos seus melhores estudantes, no âmbito das cerimónias de «Juramento de Hipócrates» em Lisboa.

Este reconhecimento também é expresso pela conquista do 1.º lugar no Campeonato Europeu de Simulação Médica (2018) e pelas classificações obtidas nos exames de acesso à especialidade médica, com um graduado pela UAlg a obter a melhor classificação na primeira edição da Prova Nacional de Acesso (PNA), onde os restantes finalistas também obtiveram uma média superior nacional.

Realce ainda para os exames do European Board of Medical Assessors, cujos resultados dos estudantes do MIM se situaram acima da média populacional das universidades participantes: Universidade de Helsinki (Finlândia), Universidade de Maastricht (Holanda) e David Tvildiani Medical University (Geórgia).



Exit mobile version