Sindicato da Hotelaria contra apoio a patrões que acumularam “milhões de euros em lucros”

O Sindicato da Hotelaria do Algarve defendeu ontem, em comunicado, que os apoios públicos devem ser dirigidos aos trabalhadores e não aos patrões que, nos últimos anos, acumularam “milhões de euros em lucros”.

“Não é aceitável que empresas que acumularam muitos milhares ou milhões de euros em lucros nos últimos anos estejam a receber apoios públicos e a despedir ao mesmo tempo. Quem precisa de ajuda são os trabalhadores e não os patrões que acumularam milhões de lucro”, referiu, em comunicado, o Sindicato dos Trabalhadores da Indústria de Hotelaria, Turismo, Restaurantes e Similares do Algarve.

Pub

A estrutura sindical salientou que “os patrões da hotelaria, turismo, restaurantes e similares” continuam a pedir ao governo, entre outras medidas de que já beneficiam, ajudas a fundo perdido “para alegadamente salvar os postos de trabalho”.

Mas na realidade, ressalva o Sindicato da Hotelaria do Algarve, as empresas que têm recebido apoios públicos estão, “ao mesmo tempo, a despedirem milhares de trabalhadores”.

“Esta situação comprova o que temos vindo a dizer, que as medidas do governo não protegem o emprego, nem garantem os rendimentos e os direitos dos trabalhadores”, frisam os sindicalistas algarvios.

A situação exige “a proibição e reversão de todos os despedimentos ocorridos desde o dia 1 de março e a criação de um fundo especial temporário, financiado pelo Orçamento do Estado, para garantir o pagamento dos salários a 100% aos trabalhadores das empresas que verdadeiramente necessitem dessa ajuda”, conclui o sindicato.

Pub



Pub
Mais em Política
CHUA
Chega organiza vigília pela construção do Hospital Central do Algarve

O Chega vai organizar uma vigília pela construção do Hospital Central do Algarve, no próximo dia 27 de maio, em redor das atuais instalações

Parlamento
PS apresenta proposta de alteração ao OE2022 para apressar Hospital Central do Algarve

Os deputados do Partido Socialista (PS) eleitos pelo Algarve apresentaram uma proposta de alteração do Orçamento do Estado para 2022 para

Chega
Deputado eleito pelo Algarve ouviu órgãos distritais do Chega

Pedro Pinto, deputado do Chega eleito pelo Algarve, esteve na sede regional do partido, em Faro, na passada sexta-feira, 3, para ouvir os

Bloco de Esquerda organizou Fórum da Água

Decorreu no passado dia 7 de maio no Centro Autárquico de Quarteira o Fórum da…