Jornal diariOnline Região Sul. O seu portal de notícias Algarve e Alentejo Portugal

Terminou surto em lar de Sines

A Câmara Municipal de Sines, a Autoridade de Saúde e a Santa Casa da Misericórdia de Sines (SCMS) informam que foi hoje considerado terminado o surto de COVID-19 no Lar Prats da SCMS, após a deteção do primeiro caso positivo numa residente do 1.º andar no dia 25 de outubro.

Há a registar que, durante o surto, foram detetados 64 residentes positivos, dos quais há a lamentar 6 óbitos. Endereça-se às suas famílias as mais sentidas condolências.

Entre os trabalhadores das diferentes valências e serviços, foram detetados 26 casos positivos, já totalmente recuperados.

É de realçar que todos os utentes infetados residiam no 1.º andar do edifício Prats, não tendo a doença sido detetada em qualquer outro edifício residencial da SCMS.

A Câmara Municipal de Sines, a Autoridade de Saúde, o Centro Distrital de Setúbal da Segurança Social e a Santa Casa da Misericórdia de Sines acompanharam, em permanência, a evolução do surto e tomaram as medidas atempadas e mais adequadas para a sua contenção e resolução.

A grande maioria dos residentes não saiu do Lar, à exceção de alguns que foram transferidos para o HLA e aí permaneceram o período de tempo imprescindível para a sua estabilização clínica e regressarem, em segurança, à Instituição.

Nesta data, estão criadas as condições para se retomarem as visitas aos residentes na ERPI, situação que se iniciará no próximo dia 9, nas condições de segurança já anteriormente implementadas na Santa Casa, ou seja, sem contato físico nem proximidade entre visitante e visitado.

Agradecemos aos familiares e amigos dos residentes a compreensão que manifestaram durante este período e a confiança que mantem nos serviços da SCMS. Reconhecemos também o relevante contributo que entidades, empresas e cidadãos prestaram à Instituição durante este surto e que muito contribuiu para a sua mitigação.


Exit mobile version