Foto: Ian/Langsdon/EPA

‘São Gabriel’ perde estrela no Guia Michelin e dois restaurantes de Lisboa são distinguidos

Os restaurantes lisboetas ‘100 Maneiras’ e ‘Eneko Lisboa’ foram distinguidos com uma estrela do Guia Michelin, enquanto o ‘São Gabriel’ (Almancil) perdeu a estrela que detinha, por ter fechado no final de 2019, foi hoje anunciado.

As duas novas estrelas para estes dois restaurantes de Lisboa são as novidades portuguesas do Guia Michelin Espanha e Portugal 2021, anunciado esta noite numa cerimónia virtual a partir de Madrid, segundo noticia a Agência Lusa.

Pub

Portugal passa assim a contar com um total de sete restaurantes com duas estrelas (‘cozinha excecional, merece o desvio’) e 21 com uma estrela (‘cozinha de grande nível, compensa parar’), mais um do que na edição de 2020.

O restaurante ‘100 Maneiras’, segundo a Lusa, é liderado pelo chef Ljubomir Stanisic, que no início deste mês fez uma greve de fome de quase uma semana no âmbito do Movimento “Sobreviver a Pão e Água”, que pretendia ser recebido pelo Governo para debater soluções para o setor da restauração e similares, face ao impacto causado pela pandemia de covid-19.

O restaurante ‘Eneko Lisboa’, que abriu em Lisboa em setembro de 2019, garante assim a sexta estrela Michelin ao chef basco Eneko Atxa. O estabelecimento na capital portuguesa “traz a filosofia” do ‘Azurmendi’, perto de Bilbau (três estrelas Michelin - ‘uma cozinha única, justifica a viagem’), proporcionando “boa comida com matizes locais”, como é descrito na página oficial do restaurante.

Quanto ao ‘São Gabriel’, em Almancil, sai do guia ibérico na sequência do seu encerramento, anunciado em novembro de 2019 pelo seu então responsável, o chef Leonel Pereira, devido à mudança de proprietários.

Pub

Portugal continua sem ter nenhum restaurante com a classificação máxima do Guia Michelin, que este ano também manteve o número de três estrelas em Espanha – 11.

Entre as novidades, saliente-se que em Espanha subiram à categoria das duas estrelas três restaurantes – ‘Bo.TiC’ (Corçà, Girona), ‘Cinc Sentits’ (Barcelona) e ‘Culler de Pau’ (O Grove, Pontevedra) – enquanto que outros 19 alcançaram a primeira estrela.

No total, o Guia Espanha e Portugal 2021 contempla 11 restaurantes com três estrelas (inalterados em relação a 2020), 38 com duas estrelas (três novos) e 203 com uma estrela (21 novos).

Noutra categoria do Guia Michelin, os ‘Bib Gourmand’ (uma ótima relação qualidade/preço), há cinco novidades em Portugal: ‘Avista’ (Funchal), ‘CHECK-In Faro’ (Faro), ‘O Javali’ (Bragança), ‘O Frade’ (Lisboa) e ‘Semea by Euskalduna’ (Porto).

No conjunto dos dois países, há 53 novos restaurantes nesta categoria, perfazendo um total de 300 estabelecimentos.
Há ainda 105 novos estabelecimentos que recebem a distinção ‘O Prato Michelin’, uma categoria lançada em 2017 e que “constata uma cozinha de qualidade e representa um reconhecimento do trabalho e serviço oferecido nessa casa”. No total, há 880 restaurantes na Península Ibérica com esta classificação.

Pub

A gala de apresentação do Guia Michelin Espanha e Portugal 2021 decorreu hoje à noite na Real Casa de Correos, em Madrid, numa cerimónia transmitida de forma virtual, devido à pandemia de covid-19.

Esta é a lista dos restaurantes portugueses, de acordo com a Agência Lusa, distinguidos pelo Guia Michelin em 2021:

Uma estrela:

  • 100 Maneiras (Lisboa, chef Ljubomir Stanisic) - novidade
  • A Cozinha (Guimarães, chef António Loureiro)
  • Antiqvvm (Porto, chef Vítor Matos)
  • Bon Bon (Carvoeiro, chef Louis Anjos)
  • Eleven (Lisboa, chef Joachim Koerper)
  • Eneko Lisboa (Lisboa, chefs Eneko Atxa e Lucas Bernardes) - novidade
  • Epur (Lisboa, chef Vincent Farges)
  • Feitoria (Lisboa, chef João Rodrigues)
  • Fifty Seconds by Martín Berasategui (Lisboa, chef Filipe Carvalho)
  • Fortaleza do Guincho (Cascais, chef Gil Fernandes)
  • G Pousada (Bragança, chef Óscar Gonçalves)
  • Gusto by Heinz Beck (Almancil, chef Libório Buonocore)
  • LAB by Sergi Arola (Sintra, chef Sergi Arola e Vlademir Veiga)
  • Largo do Paço (Amarante, chef Tiago Bonito)
  • Loco (Lisboa, chef Alexandre Silva)
  • Mesa de Lemos (Viseu, chef Diogo Rocha)
  • Midori (Sintra, chef Pedro Almeida)
  • Pedro Lemos (Porto, chef Pedro Lemos)
  • Vista (Portimão, chef João Oliveira)
  • Vistas (Vila Nova de Cacela, chef Rui Silvestre)
  • William (Funchal, chefs Luís Pestana e Joachim Koerper)

Duas estrelas:

  • Alma (Lisboa, chef Henrique Sá Pessoa)
  • Belcanto (Lisboa, chef José Avillez)
  • Casa de Chá da Boa Nova (Leça da Palmeira, chef Rui Paula)
  • Il Gallo d'Oro (Funchal, chef Benoît Sinthon)
  • Ocean (Alporchinhos, chef Hans Neuner)
  • The Yeatman (Vila Nova de Gaia, chef Ricardo Costa)
  • Vila Joya (Albufeira, chef Dieter Koschina)

(NOVA VERSÃO PARA CORRIGIR NA LISTA OS RESTAURANTES QUE ALCANÇARAM UMA ESTRELA E QUE POR ISSO SÃO APRESENTADOS COMO "NOVIDADE")



Pub
Mais em Economia
ACRAL
ACRAL apresentou projeto «E-Algarve» para ajudar empresas na transição digital

A ACRAL – Associação do Comércio e Serviços da Região do Algarve apresentou ontem, quinta-feira, o projeto «E-Algarve», que pretende ajudar

Silves aprovou candidaturas PAHAB e PARJPI

A Câmara Municipal de Silves aprovou, nas reuniões do executivo, as candidaturas para atribuição de apoio financeiro à reabilitação urbana.

Porto de Sines esteve na Assembleia do Projeto PLANET

A Comunidade Portuária e Logística de Sines participou na primeira Assembleia presencial do #PLANETproject. A reunião teve lugar em Valência.

JYSK renova a sua loja em Albufeira

Esta reabertura da JSYK, a gigante dinamarquesa, faz parte do objetivo de renovação das suas lojas com o novo conceito 3.0, que será