Jornal diariOnline Região Sul. O seu portal de notícias Algarve e Alentejo Portugal

Município de São Brás de Alportel atribui dois fogos municipais a jovens famílias

O município de São Brás de Alportel atribuiu hoje, segunda-feira, 28, dois fogos municipais a agregados familiares jovens, no âmbito do primeiro concurso do Programa de Apoio ao Arrendamento Jovem.

Trata-se de “uma nova resposta social promotora do acesso à habitação, adequada às necessidades de jovens famílias”, salienta a autarquia são-brasense, em comunicado.

Os dois fogos T2 vão acolher duas jovens famílias, “melhorando significativamente as suas condições de vida”, acrescenta o executivo municipal, que considera a dificuldade de acesso à habitação “uma problemática crescente e transversal a nível nacional” e à qual “tem procurado dar resposta, com a implementação de medidas concretas para minimizar esta carência, agravada pelo atual contexto de crise”.

A recente criação do Programa Municipal de Apoio ao Arrendamento – Geral, ao abrigo do qual 20 famílias são-brasenses já estão a ser apoiadas no pagamento mensal da sua renda é o exemplo desta estratégia, que tem continuidade com o novo Programa de Apoio ao Arrendamento Jovem.

Este consiste no arrendamento de fogos de habitação do município, por um período máximo de três anos, a jovens famílias são-brasenses, que enfrentam situações de carência económica e social que dificultam o acesso ao arrendamento de uma habitação adequada às suas necessidades, constituindo este apoio uma primeira ajuda na construção do seu futuro.

Este programa é dirigido a jovens com idade igual ou superior a 22 anos e inferior a 35 anos, com residência no concelho há pelo menos 3 anos, profissionalmente ativos ou, pelo menos com 12 meses de descontos na Segurança Social nos últimos 24 meses. Pretende-se apoiar as jovens famílias que lutam diariamente na construção de uma vida melhor.

Para 2021, o programa terá continuidade, estando previsto para fevereiro a abertura de um novo período de candidaturas, para disponibilização de mais duas habitações municipais para o mesmo efeito.

Para além destas medidas de apoio, o município prepara-se para dar início à elaboração da Estratégia Local de Habitação, que permitirá realizar  um levantamento minucioso das necessidades e das potencialidades do território, exercício de planeamento da maior importância para otimizar a capacidade de resposta da autarquia nesta área de intervenção, que se assume da maior prioridade.

“Todas estas iniciativas que a Câmara Municipal de São Brás de Alportel tem vindo a concretizar, num trabalho consistente e dedicado, tal como é exemplo o Programa Amiga que todos os anos melhora a casa e muda a realidade da vida de tantas famílias, têm por objetivo promover a igualdade e equidade social, mediante aquilo que é mais importante na vida das famílias e de todos nós: o acesso a uma habitação condigna, essencial na construção de uma sociedade mais justa, inclusiva e com qualidade de vida para todos”, disse o presidente da câmara, Vítor Guerreiro, no momento de assinatura dos contratos de arrendamento.



Exit mobile version