Jornal diariOnline Região Sul. O seu portal de notícias Algarve e Alentejo Portugal

Câmara de Faro lança Portal do Associativismo

A Câmara Municipal de Faro deu “mais um passo importante” no caminho da transparência e da agilização de processos na relação com o movimento associativo do concelho, ao lançar o Portal do Associativismo do município.

“Trata-se de uma ferramenta digital que permitirá o registo eletrónico de todas as associações e a sua comunicação com a câmara e a comunidade”, explica a autarquia farense, em comunicado.

O portal pretende também constituir-se como “uma plataforma de aproximação e transparência” entre as associações e a câmara municipal, pois ali fica registada toda a comunicação estabelecida e todos os pedidos de apoio efetuados ao município, incluindo toda a tramitação dos processos de candidatura aos apoios ao associativismo.

Além disso, o novo portal irá facultar a cada associação a possibilidade de fazer a gestão da sua própria página web, comunicando mais assertivamente com os seus associados e divulgando as suas iniciativas e atividades junto de todos os cidadãos que também terão acesso a esta ferramenta de modo gratuito.

Por seu lado, os munícipes têm “à distância de um clique uma janela aberta com toda a informação útil sobre o movimento associativo”.

Isso inclui o acesso às associações registadas no portal, aos seus contactos, planos de atividade, imagens e demais informação que a entidade pretenda disponibilizar. Através da plataforma, é possível igualmente estabelecer comunicações com as coletividades e tomar conhecimento de todas as atividades e notícias que são por elas desenvolvidas.

E com isto, o utilizador passa a receber ainda, se o desejar, notificações e avisos por correio eletrónico sobre a realização de iniciativas mediante os critérios que pretenda definir: por localização da associação, sua área de atividade, data da informação ou outros.

Este ano, as candidaturas ao Regulamento de Apoio ao Associativismo do Concelho de Faro da área social e bem-estar animal já irão realizar-se exclusivamente através desta plataforma, em modo de projeto-piloto, procedimento que no futuro será estendido às restantes áreas de atuação (cultura, desporto e juventude), cujas candidaturas, por agora, ainda se fazem pela via tradicional. Em todos os casos, as candidaturas estão abertas até ao dia 26 de Fevereiro.

Para o presidente da Câmara de Faro, este passo era importante e vem na senda de um compromisso assumido com os farenses.

“O município de Faro tem procurado honrar, ao longo dos anos, o seu desígnio de apoiar e promover as atividades desenvolvidas pelas entidades aqui sediadas, no estrito cumprimento da lei e no pleno reconhecimento do assinalável esforço, dedicação, empenho e abnegação que caracterizam o nosso movimento associativo que, nunca é de mais lembrá-lo, continua diariamente a contribuir de forma decisiva, insubstituível e inestimável para o desenvolvimento social, cultural e desportivo das gerações farenses”, salientou Rogério Bacalhau.

Com a implementação desta medida, o autarca farense pretende também enfatizar as premissas de transparência e objetividade “que sempre devem presidir a estas relações” e que, segundo o edil, a autarquia vem fortalecendo sem cedências desde que, em 2016, foi criado um regulamento para estes apoios, “dando critérios materiais e objetivos para a atribuição dos dinheiros públicos e retirando da esfera de decisão dos políticos essa atribuição, como era normal e costumeiro antigamente”.



Exit mobile version