Jornal diariOnline Região Sul. O seu portal de notícias Algarve e Alentejo Portugal

Covid-19: ARS do Alentejo abre inquérito por suspeitas de toma indevida de vacinas

(Foto de Arquivo: SNS)

A Administração Regional de Saúde (ARS) do Alentejo instaurou um inquérito para apurar eventuais irregularidades na toma de vacinas contra a covid-19 no Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) do Alentejo Central, foi hoje revelado.

Em declarações à agência Lusa, o presidente da ARS do Alentejo, José Robalo, indicou hoje que a informação de existirem “suspeitas de irregularidades” partiu da diretora executiva do ACES do Alentejo Central, Maria do Céu Canhão, o que “motivou a abertura do inquérito”.

“Estamos a fazer um inquérito de averiguações e ainda não se sabe o resultado”, pelo que apenas no final da investigação se pode “perceber quem é que, eventualmente, terá sido vacinado sem ter direito à vacina”, sublinhou o responsável.

Segundo o presidente da ARS do Alentejo, o inquérito foi instaurado há mais de uma semana e está a cargo do Gabinete de Auditoria e Controlo Interno do organismo.

Contactada pela Lusa, a diretora executiva do ACES Alentejo Central, Maria do Céu Canhão, limitou-se a afirmar que “houve algumas dúvidas com algumas vacinas administradas” e, por esse motivo “pediu-se à ARS que instaurasse esse processo de inquérito, que está em curso”.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.253.813 mortos resultantes de mais de 103,8 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 13.257 pessoas dos 740.944 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.



Exit mobile version