Uma Reação Alérgica Grave (Foto: Suprevida)

INEM alerta: Reação Alérgica Grave constitui risco de vida

As reações alérgicas verificam-se porque o sistema imunitário atua de forma exagerada contra alguns produtos. Existem reações alérgicas ligeiras, moderadas e graves.

Uma reação alérgica grave pode declarar-se de forma súbita, em poucos minutos após o contacto com um produto e constitui risco de vida. Como tal, precisa de atuar com rapidez e de pedir ajuda imediata.

Pub

Sinais de uma reação alérgica grave incluem:

- Olhos vermelhos, lacrimosos e inchados

- Uma aparência geral congestionada

- Erupção vermelha, especialmente em torno da boca e do pescoço

Pub

- Dificuldade em respirar com sensação de aperto no peito

- Inchaço da boca e garganta, que pode agravar a dificuldade respiratória

- Dores abdominais e possibilidade de náuseas e vómitos

- A vítima pode ficar agitada, assustada ou ter a sensação de morte iminente

1 - Perante uma vítima com sinais/sintomas de uma reação alérgica grave, ligue de imediato 112!

Pub

2 - Se a vítima se encontrar em contacto com o alérgeno, deve afastá-lo ou, em caso de ferrão de abelha, retirá-lo.

3 - Se a vítima possuir um auto-injetor de adrenalina, deverá administrá-la na região da coxa.

4 – Ajude-a a sentar-se na posição mais confortável para facilitar, a respiração.

5 - Mantenha a vigilância à evolução dos sinais/sintomas da vítima, verificando a respiração, o pulso e o estado de consciência, enquanto aguarda a chegada do socorro.

6 - Se a vítima ficar muito pálida e a pulsação estiver fraca, deite-a de lado, com as pernas elevadas.

7 – Caso a vítima agrave os sinais de dificuldade respiratória ligue de novo 112 para validação de nova dose de adrenalina.

Para ver o artigo anterior publicado pelo INEM clique aqui.



Pub
Mais em Saúde
Covid-19: Rt desceu mas novos casos, internamentos e óbitos subiram

Esta sexta-feira, a Direção-geral da Saúde (DGS) e o Instituto Nacional Doutor Ricardo Jorge (INSA) atualizaram os dados da pandemia e deram

Varíola dos macacos avança em Portugal para 74 casos

A varíola dos macacos continua a aumentar em Portugal, onde nas últimas horas se confirmaram 16 novos casos

No final de junho vamos ter novidades sobre a imunidade contra a covid-19 – CNN

Trinta e seis hospitais públicos e 16 laboratórios privados participam na quarta fase do inquérito serológico nacional, que vai permitir

Covid-19: Governo prolonga situação de alerta até 30 de junho mas regras mantêm-se

Em reunião do Conselho de Ministros desta quinta-feira, o Governo decidiu prolongar a situação de alerta inerente à Covid-19 até ao final do