Jornal diariOnline Região Sul. O seu portal de notícias Algarve e Alentejo Portugal

Alemanha: Regiões suspendem AstraZeneca a menores de 60 anos

(AP Photo / Matthias Schrader, FILE)

Várias regiões da Alemanha suspenderam novamente as vacinas AstraZeneca esta terça-feira, em pessoas com menos de 60 anos, após novos relatos de coágulos sanguíneos incomuns terem surgido.

A chanceler Angela Merkel decidiu convocar uma reunião urgente sobre o uso contínuo da vacina contra o coronavírus e, de acordo com a agência AP, este é o mais recente golpe para o imunizante AstraZeneca, que é fundamental para a campanha de imunização da Europa e um elemento fundamental na estratégia global para levar vacinas aos países mais pobres.
Isto ocorre menos de duas semanas depois do regulador de medicamentos da UE dizer que a vacina não aumenta a incidência geral de coágulos sanguíneos após um susto semelhante. A Agência Europeia de Medicamentos disse na altura que os benefícios da vacinação superam o risco, mas não pode descartar uma ligação entre a injeção e alguns tipos incomuns de coágulos e recomendou adicionar um alerta sobre possíveis efeitos colaterais raros.

Segundo a AP, as autoridades em Berlim, Munique, no estado de Brandemburgo e na maior do país, Renânia do Norte-Vestfália, tomaram a decisão de suspender temporariamente a vacinação para jovens depois que o regulador médico do país disse ter recebido relatórios adicionais de uma forma incomum de coágulo sanguíneo na cabeça, conhecida como trombose da veia sinusal, em recetores recentes da vacina AstraZeneca. Juntas, essas áreas abrigam quase um terço da população alemã.

Refere também a notícia da AP, que o Instituto Paul Ehrlich disse que um total de 31 desses coágulos sanguíneos foram relatados até 29 de março de cerca de 2,7 milhões de doses de AstraZeneca que foram administradas em toda a Alemanha até agora. Nove pessoas morreram e todos os casos, exceto dois, envolveram mulheres, que tinham entre 20 e 63 anos, disse o relatório.

As suspensões ocorrem no momento em que a Alemanha, junto com outros países europeus, está lutando para aumentar seu programa de vacinas, que está muito aquém dos da Grã-Bretanha e dos Estados Unidos. Até segunda-feira, cerca de 13,2 milhões de pessoas no país haviam recebido pelo menos uma dose da vacina, enquanto 4,8 haviam recebido as duas vacinas.

Primeiro interromperam, depois retomaram a vacinação

O uso da vacina AstraZeneca foi temporariamente interrompido em vários países europeus no início deste mês devido a preocupações com os raros coágulos sanguíneos. Depois de uma revisão por médicos especialistas da Agência Europeia de Medicamentos, a maioria dos países da União Europeia, incluindo a Alemanha e Portugal, retomaram o uso da vacina em 19 de março.

Na segunda-feira, o Canadá suspendeu o uso da vacina AstraZeneca em pessoas com menos de 55 anos, citando novos dados preocupantes da Europa.

“Há uma incerteza substancial sobre o benefício de fornecer vacinas AstraZeneca COVID-19 para adultos com menos de 55 anos, dados os riscos potenciais”, disse a Dra. Shelley Deeks, vice-presidente do Comitê Consultivo Nacional de Imunização do Canadá.

Deeks disse que as recomendações atualizadas vêm em meio a novos dados da Europa que sugerem que o risco de coágulos sanguíneos é agora potencialmente tão alto quanto um em 100.000, muito maior do que o risco de um em um milhão se acreditava antes.

Dois hospitais públicos em Berlim anunciaram na terça-feira que pararam de dar a vacina AstraZeneca para funcionárias do sexo feminino com menos de 55 anos. Os chefes de cinco hospitais universitários no oeste da Alemanha pediram uma suspensão temporária da vacina para todas as mulheres mais jovens, citando o coágulo sanguíneo risco.

O principal oficial de saúde do estado de Berlim, Dilek Kalayci, disse que a suspensão das vacinas AstraZeneca para os jovens foi feita por precaução.

“Ainda não tivemos nenhum caso de efeitos colaterais graves em Berlim”, disse acrescentando que todos aqueles que receberam a injeção do AstraZeneca já podiam ter certeza de que ela oferece uma boa proteção contra o coronavírus.



Exit mobile version