Silves vai contribuir para reabilitação urbana

As candidaturas ao Programa de Apoio às Dinâmicas Sociais e Económicas (PADSE) e ao Programa de Apoio à Melhoria das Condições de Habitabilidade (PAHAB) do edificado localizado nas Áreas de Reabilitação Urbana (ARU) de Alcantarilha e de São Bartolomeu de Messines encontram-se abertas até ao dia 30 de junho.

Todos os documentos inerentes ao processo de candidatura, assim como os respetivos regulamentos, estão disponíveis para consulta e download no portal do município de Silves devendo as candidaturas ser formalizadas através do endereço de correio eletrónico reabilitacao.urbana@cm-silves.pt .

Pub

A autarquia destaca que o principal objetivo do PAHAB é «contribuir para a melhoria das condições de habitabilidade do edificado localizado nas referidas ARU e, assim, reforçar a atratividade destas áreas de reabilitação, designadamente para fins habitacionais». A comparticipação do município de Silves fixa-se em 20% do valor máximo de despesa elegível.

«O PADSE visa contribuir para a melhoria das condições de funcionalidade do edificado localizado nas ARU em apreço e, assim, revitalizar social e economicamente estas áreas de reabilitação,
designadamente incutindo novas dinâmicas no aglomerado em atividades de comércio, serviços, artesanato ou manufaturação, e incentivando a ação das associações, coletividades e sociedades
sem fins lucrativos», adianta ainda o executivo. Neste programa a comparticipação do município fixa-se em 20 % do valor das obras realizadas. Em ambos os programas, o máximo da despesa elegível varia de acordo com a tipologia dos trabalhos comparticipáveis definidos em regulamento.

Para além disso, as operações urbanísticas de reabilitação urbana localizadas em ARU podem beneficiar dos seguintes benefícios fiscais: dedução à coleta em sede de IRS, tributação das mais-valias à taxa de 5%, tributação dos rendimentos das rendas à taxa de 5%, IVA a 6% na aquisição de material de mão-de-obra para as empreitadas de reabilitação, isenção da taxa municipal de urbanização, isenção de IMI, isenção do IMT na aquisição de imóveis destinados a intervenções de reabilitação urbana, isenção do IMT na primeira transmissão onerosa subsequente à intervenção de reabilitação urbana e isenção da taxa de ocupação do espaço público por motivo da execução da operação de reabilitação urbana.



Pub
Mais em Sociedade
IPDJ
IPDJ comemora 31.º aniversário do Centro de Juventude no Algarve

A Direção Regional do Algarve do Instituto Português do Desporto e da Juventude (IPDJ) vai…

Ferrovia
Tertúlia Farense debate papel da ferrovia no Algarve

«O Papel da Ferrovia nas Acessibilidades e Mobilidade no Algarve» é o tema deste mês da Tertúlia Farense, cuja sessão está marcada para

Ministro
Ministro da Administração Interna visita São Brás e Alcoutim

O ministro da Administração Interna, José Luís Carneiro, visita, na próxima segunda-feira, 23, os projetos que estão a ser desenvolvidos no

Aljezur apoia e reforça dispositivo de combate a incêndios rurais

No âmbito do protocolo relativo ao Dispositivo Especial de Combate aos Incêndios Rurais de 2022,…