(Tiago Petinga, Piscina via AP)

Portugal hoje em destaque devido à Cimeira Social do Porto

Os líderes dos 27 Estados-membros da UE participam na Cimeira Social do Porto, pessoalmente pela primeira vez este ano

Está hoje a ser notícia de destaque internacional a realização da Cimeira Social Europeia, na cidade do Porto, que reúne os líderes e instituições europeias, juntamente com agentes sociais e a sociedade civil, com o objetivo de promover a implementação do pilar de direitos sociais.

De acordo com a agência EFE, estão na Alfândega do Porto 24 dos 27 chefes de Estado e de Governo do bloco europeu, assim como os mais altos representantes das instituições europeias, Charles Michel, presidente do Conselho Europeu, e Ursula von der Leyen, presidente da Comissão Europeia.

Pub

A cimeira procura apoiar o plano de ação do Pilar Europeu de Direitos Sociais, com a redução do desemprego e da pobreza, a promoção da formação e a igualdade de oportunidades como eixos da iniciativa, descreve a agência EFE.

Covid-19 em foco

Já a AP News, diz que desde hoje (07) sexta-feira serão dois dias de conversas presenciais, sinalizando a sua crença de que a ameaça do Covid-19 no continente está diminuindo devido a uma vacina acelerada.

O tema 'pandemia' foi uma presença constante neste primeiro dia da Cimeira Social, tendo Portugal recebido uma congratulação do presidente da França, Emmanuel Macron, pela iniciativa durante a sua plenitude.

Imagem televisionada da cerimónia

O presidente da Câmara Municipal do Porto deu as boas - vindas à comitiva e presenteou a presidente da Comissão Europeia com as chaves da Cidade do Porto.

Pub

Encontrando-se cara a cara pela primeira vez este ano, os líderes convergiram para um edifício ribeirinho, o da Alfândega que data do século XIX na pitoresca cidade do Porto, na costa atlântica. As máscaras ocultavam os seus sorrisos, mas eles batiam com entusiasmo nos cotovelos e punhos uns dos outros e conversavam.
Sentaram-se separados, sem mesa de apoio, num grande corredor com "feixes de papel equilibrados nos seus colos, e uma pequena garrafa de água de plástico a seus pés".

“A recuperação (pandémica) ainda está num estágio inicial”, reconheceu a presidente da Comissão da UE, Ursula von der Leyen, no seu discurso de abertura.

Muitos polícias, funcionários e jornalistas no encontro usaram máscaras e tiveram que se submeter a testes de PCR antes de serem autorizados a comparecer no interior do edifício, informa a AP News, debruçando-se sobre alguns dos pormenores visíveis neste encontro europeu ao mais alto nível.

Videoconferência com o primeiro ministro indiano Narendra Modi

Os líderes da UE também irão discutir propostas com vista a partilhar a tecnologia da vacina contra a Covid-19 de forma a ajudar a acelerar o fim da pandemia em todo o mundo.

No sábado, os líderes participarão numa reunião inédita, via videoconferência, com o primeiro ministro indiano Narendra Modi, cujo país precisa de mais ajuda em consequência de um aumento devastador do vírus - e que pode facilitar o caminho para um difícil acordo comercial bilateral.

Os líderes da UE parecem ansiosos para “tentar transmitir uma sensação de normalidade, de se retornar lentamente ao normal”, disse António Barroso, analista político da Teneo.

Pub

Essa é uma consideração importante para os países do sul da UE, como Portugal, Espanha e Grécia, onde o turismo é um pilar económico fundamental.

Apesar de um início lento na sua campanha de vacinação, a UE ultrapassou a marca de 150 milhões de vacinas administradas e avalia que poderá alcançar o que chama de “imunidade comunitária suficiente” em dois meses. A Comissão Europeia propôs relaxar as restrições às viagens para o bloco europeu neste verão.

No entanto, quem pode viajar, quando e onde, continua a ser uma questão delicada para os europeus, escreve a AP News na sua crónica. As melhorias da pandemia têm sido desiguais em todo o continente e muitos cidadãos da UE continuam sujeitos às restrições do coronavírus. Num aceno político a essas preocupações, a chanceler alemã Angela Merkel e o primeiro-ministro holandês Mark Rutte não viajaram para Portugal.
O primeiro-ministro maltês, Robert Abela, também não compareceu pessoalmente porque estava em quarentena depois da sua esposa ter testado positivo.

Releva também a AP News, o fato da Cimeira Social ter causado impacto no Porto, cidade com uma população de 200.000 habitantes, cujos muitos hotéis foram encerrados desde a última Primavera devido às restrições do Covid-19.

A UE procura a aprovação nesta Cimeira de três grandes objetivos: uma taxa de emprego da UE de pelo menos 78%; pelo menos 60% dos adultos a frequentar cursos de formação todos os anos; e a redução do número de pessoas em risco de pobreza ou exclusão social em pelo menos 15 milhões de pessoas, incluindo 5 milhões de crianças.

A pressão por salvaguardas sociais causou algumas tensões, recorde-se. No mês passado, 11 governos da UE saudaram o esforço do Governo na cidade do Porto, mas alertaram as autoridades centrais da UE contra a interferência nas políticas nacionais.

Os planos para um encontro de alto nível, cara a cara, UE - Índia, fracassaram depois que Modi cancelou a sua viagem devido à pandemia. Mas as negociações de sábado, sublinha a AP News, serão a primeira vez que um líder indiano participará numa reunião com todos os líderes da UE.

As conversas com Modi são importantes porque a Índia e a UE passaram seis anos tentando negociar um acordo de livre comércio antes de desistir em 2013. Entre as questões espinhosas estavam peças de veículos e privacidade digital.

Pontos altos da Presidência Portuguesa do Conselho da UE

A Cimeira Social do Porto é já considerado o ponto alto da Presidência Portuguesa do Conselho da União Europeia, contando com dois eventos principais: uma Conferência de Alto Nível, com participação alargada, e uma Reunião Informal de Líderes, a convite do Presidente do Conselho Europeu, para além da reunião através de videoconferência com o primeiro ministro indiano Narendra Modi.



Pub
Mais em Nacional
Reforço de meios de combate a incêndios no terreno até dia 31

O dispositivo especial de combate a incêndios rurais (DECIR) para este ano, conforme definido pela…

Língua Portuguesa é a quarta mais falada no mundo

Idioma é usado por 260 milhões de pessoas O Instituto Camões informou hoje, 5 de…

CNN: Marcelo pediu mais meios para as forças armadas e “consenso nacional” (c/vídeo)

Presidente da República centrou nas forças armadas a sua intervenção na sessão solene que assinalou…

DGRM efetua venda antecipada de Alabote congelado apreendido

A Direção-Geral de Recursos Naturais, Segurança e Serviços Marítimos vai promover uma venda antecipada de 743 kg de Alabote apreendido.