Ryanair vai ter mais 75 voos para Portugal, metade para Faro

A Ryanair anunciou esta terça-feira em comunicado enviado às redações que vai fazer mais 75 voos do Reino Unido para Portugal, transportando mais 175 mil pessoas, cuja campanha tem por base a colocação de Portugal na lista verde do governo britânico.

Com início a 17 de maio, os voos vão ter origem nos mais variados aeroportos do Reino Unido, sendo que cerca de metade (36) terá o Aeroporto de Faro como destino, naquilo que se prevê que seja o regresso das férias dos britânicos ao Algarve.

Pub

De acordo com a Raynair, cerca de metade (17), os voos para o Aeroporto de Faro terão origem no aeroporto de Stansted, em Londres, mas haverá passageiros a chegar de Manchester, Birmingham, Leeds, Bournemouth, Bristol, East Midlands e Liverpool.

Saliente-se que Portugal é apenas um dos 12 países e territórios que figuram na lista verde do governo do Reino Unido, a qual foi anunciada na semana passada, e que tem menos restrições às viagens.

Tendo em conta a dependência, que Portugal e o Algarve em especial, tem do turismo, este reforço da procura não deixa de ser uma ótima notícia, acompanhada de uma esperança para um verão melhor, já que as ligações do Algarve com o Reino Unido duplicam em relação ao que estava previsto inicialmente.



Pub
Mais em Economia
Procura por veículos elétricos continua a crescer face ao ano passado

Com uma dinâmica de mercado de 3% em abril, verifica-se uma diminuição geral de -20% da procura e de -24% na oferta de veículos usados, face

Passagem dos ‘120 Anos de Triumph’ no Mar Shopping Algarve

A Triumph Portugal assinala a passagem do 120º aniversário da marca com uma exposição no Mar Shopping Algarve alusiva ao tema

Esperio: O banho de sangue de Wall Street pode abrir caminho para a Europa

A ameaça de um declínio perceptível nos lucros corporativos devido à escassez de dinheiro livre induzida pela inflação para os consumidores

Inflação atinge recorde de 8,1% na UE

Taxa de inflação homóloga da zona euro manteve-se estável nos 7,4% em abril, face a março, segundo informa o Eurostat.