Jornal diariOnline Região Sul. O seu portal de notícias Algarve e Alentejo Portugal

PSP detém homem por 10 furtos em estabelecimentos algarvios

A Esquadra de Investigação Criminal da Divisão Policial de Portimão da PSP procedeu na passada quarta-feira à detenção de um cidadão, com 41 anos de idade, pela prática de furtos em estabelecimentos comerciais de várias cidades algarvias.

“Esta detenção ocorreu na sequência de uma investigação desenvolvida ao longo dos últimos meses, sob a coordenação do Ministério Público de Portimão”, informa o Comando Distrital, em comunicado.

O PSP apurou um conjunto de elementos que “indiciaram fortemente” a prática de cerca de 10 furtos em estabelecimentos comerciais praticados pelo cidadão em apreço, essencialmente na cidade de Portimão, mas também em Loulé, Albufeira e Silves.

“A investigação deparou-se com dificuldades atendendo à grande mobilidade do suspeito, bem como ao facto do mesmo ser extremamente meticuloso na seleção dos seus alvos”, salienta a força policial, acrescentando que os crimes eram praticados durante a madrugada, com recurso a arrombamento, sendo subtraídas as quantias monetárias que fossem encontradas.

O suspeito visava essencialmente imobiliárias, clínicas e outros tipos de escritórios, em que aparentava ter efetuado um estudo prévio quanto à possibilidade de encontrar avultados montantes em numerário no local.

Na passada quarta-feira, o suspeito foi intercetado por polícias da Esquadra de Investigação Criminal de Portimão da PSP, horas após ter efetuado mais uma tentativa de furto num estabelecimento localizado naquela cidade.

“Atendendo a todos os elementos probatórios que foram recolhidos, em coordenação com o Ministério Público de Portimão, foram emitidos mandados de detenção fora de flagrante delito” e, apresentado perante o juiz de instrução criminal no Tribunal de Portimão na sexta-feira, foi-lhe decretada a medida de coação de prisão preventiva enquanto aguarda julgamento.

“O Comando Distrital de Faro manter-se-á permanentemente atento a este e outros fenómenos criminais. Não obstante, reforçamos a necessidade junto da população para a adoção de medidas de autoproteção, nomeadamente não deixando bens de valor no interior de estabelecimentos comerciais ou de viaturas particulares”, frisa a PSP, solicitando o contacto imediato com a polícia “sempre que se registem crimes ou que exista a suspeita da conduta de eventuais clientes”.



Exit mobile version