Jornal diariOnline Região Sul. O seu portal de notícias Algarve e Alentejo Portugal

Médico Aníbal Coutinho lidera candidatura do BE em Faro

Aníbal Coutinho

Partido apresenta candidatos a três das quatro juntas de freguesia do município

O Bloco de Esquerda (BE) de Faro aprovou no início de junho os cabeças de lista a vários dos órgãos autárquicos do município de Faro, entre os quais o médico Aníbal Coutinho, candidato à presidência da autarquia.

Célia Gonçalves será a cabeça de lista bloquista à assembleia municipal, enquanto para as freguesias o partido apresenta-se a três das quatro autarquias, em listas encabeçadas por Nuno Viana (União de Freguesias de Faro), José Moreira (Junta de Freguesia do Montenegro) e João Brandão (União de Freguesias de Conceição e Estoi).

Durante as próximas semanas, indica o BE, será dada continuidade ao desenho do programa eleitoral e à construção final das listas de candidatos.

Aspetos centrais do programa bloquista

“Alargar, falar e ouvir é o caminho. Procurar consensos em torno de um programa de esquerda que dê respostas claras ao nível local às questões da crise climática, dos transportes e dos espaços públicos. A implementação imediata de um parque habitacional público para responder ao problema do acesso à habitação; lançar até ao final do mandato uma oferta de transporte público gratuito; a busca de soluções para promover o emprego sustentável a nível local; evoluir para mecanismos de gestão participada dos espaços e dos recursos, são alguns dos aspetos centrais do programa de esquerda anti populista”, salientam os bloquistas.

Aníbal Acácio Mendes Coutinho, 58 anos, médico no Hospital de Faro, é o cabeça de lista à Câmara de Faro.

Licenciado em Medicina pela Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra, com mestrado em Medicina pela Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa e pós-graduado em Avaliação do Dano Corporal pela New Medical School – Faculdade de Medicina da Universidade Nova de Lisboa, a sua relevante experiência profissional inclui vários cargos no Centro Hospitalar Universitário do Algarve (CHUA), como diretor do serviço de Urologia, diretor do Departamento Cirúrgico e ex-adjunto da direção clínica do Hospital de Faro.

Foi candidato na lista do Bloco de Esquerda pelo círculo eleitoral do Algarve à Assembleia da República nas mais recentes eleições Legislativas.

Para a assembleia municipal, a número 1 do BE será Célia Alves Gonçalves, investigadora, 40 anos. É licenciada em Património Cultural e doutorada em Arqueologia pela Universidade do Algarve, onde exerce atualmente a sua atividade profissional.

Natural da Póvoa de Lanhoso (Braga), a ligação a Faro remonta à sua infância, quando se mudou com a família, aos 6 anos, “considerando ser a cidade que a acolheu a sua terra natal”. Atualmente é membro da coordenadora concelhia de Faro do BE.

Cabeças de lista às freguesias

José Moreira, 54 anos, nascido em Lisboa, licenciado em Química pela Universidade de Lisboa, doutor em Química – Física pela Universidade de Santiago de Compostela (Espanha), atualmente professor e investigador na Universidade do Algarve, encabeça a candidatura bloquista à junta de freguesia do Montenegro, onde reside desde 1999.

Ativista e dirigente do Sindicato Nacional do Ensino Superior, com participação cívica em diversas associações de defesa do ambiente e ativista do Bloco de Esquerda, foi membro do Conselho Geral da Universidade do Algarve e da Assembleia Municipal de Faro.

Para a União de Freguesias de Faro, o BE lança Nuno Viana, designer de 45 anos, natural de Tavira e assessor do Bloco de Esquerda destacado para o Algarve durante uma década, garantindo o apoio permanente à estrutura distrital do partido.

Enquanto trabalhador independente na sua área de formação, realizou, sobretudo, trabalhos no domínio gráfico e da comunicação visual, tendo tido oportunidade para trabalhar em parcerias várias, quer privadas como públicas.

Realizou estágio profissional no Centro de Artes Performativas do Algarve, onde teve oportunidade de aprofundar o seu conhecimento sobre o setor da cultura e criação artística.

Por fim, o professor aposentado da Universidade do Algarve João Brandão será o candidato número 1 do BE em Conceição e Estoi.

Coordena na academia algarvia projetos de investigação ligados à química do espaço interestelar, da atmosfera e da combustão de hidrogénio. Autor do livro «O Problema Colonial», editado pela Assírio e Alvim em 1974, é membro da direção da CÍVIS – Associação para o Aprofundamento da Cidadania e é o coordenador regional do Algarve da APRe! – Aposentados, Pensionistas e Reformados. Desempenhou funções de dirigente distrital do Algarve e é membro da comissão concelhia de Faro do Bloco de Esquerda.



Exit mobile version