Jornal diariOnline Região Sul. O seu portal de notícias Algarve e Alentejo Portugal

Luís Costa foi 9.º no encerramento do Mundial de paraciclismo

Luís Costa, paraciclista residente em Portimão, foi 9.º classificado na prova de fundo de classe H5 e o melhor elemento da seleção portuguesa no domingo, dia de fecho do Campeonato do Mundo de paraciclismo, no circuito do Estoril.

O corredor português, natural de Castro Verde, colocou em prática a tática idealizada: não ir ao choque com os adversários mais fortes da classe, procurando seguir num segundo grupo que lhe permitisse tentar ultrapassar alguns concorrentes que descolassem da frente da corrida.

A medalha de ouro foi discutida entre o holandês Mitch Valize e o francês Loic Vergnaud num emocionante “sprint”, no qual se impôs o representante dos Países Baixos.

Mais atrás, o grupo de Luís Costa acabou por não conseguir chegar aos fugitivos iniciais. O português terminaria na 9.ª posição, a 5.12 minutos.

“Sei que ainda não estou em condições de arriscar ir ao choque. Vi-me num grupo com mais dois atletas e, como não estávamos a perder muito para a frente, colaborámos para tentar apanhar alguns dos outros atletas. Fico satisfeito, porque estou a evoluir bem e sinto-me muito motivado para o período que me separa de Tóquio”, afirmou Luís Costa, que já tinha sido 8.º no contrarrelógio da classe H5.



Exit mobile version