Jornal diariOnline Região Sul. O seu portal de notícias Algarve e Alentejo Portugal

Autoridades promovem autocaravanismo sustentável no Algarve

Foto Arquivo

Promover um autocaravanismo responsável na região do Algarve, com a integração das Áreas de Serviço de Autocaravanas (ASA) da região na plataforma nacional Outdoor Routes, é o objetivo de um protocolo assinado hoje, segunda-feira, 14.

O acordo prevê também a elaboração de um «Guia do Autocaravanismo Responsável», que reúna toda a informação relevante para os autocaravanistas e promova as melhores práticas de sustentabilidade e um «Dicionário do Autocaravanismo», destinado a definir e uniformizar os conceitos fundamentais do enquadramento da atividade e das melhores práticas associadas, informou o Ministério da Economia e da Transição Digital.

Em conjunto com a Região de Turismo do Algarve, a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Algarve, a Comunidade Intermunicipal do Algarve e a Federação de Campismo e Montanhismo de Portugal, o Turismo de Portugal compromete-se a identificar novos espaços de estacionamento e pernoita de autocaravanas que permitam, em conformidade com os imperativos da sustentabilidade ambiental, a melhor diversificação geográfica de tais espaços e o crescimento da rede de oferta no território para acolhimento de autocaravanistas.

“O autocaravanismo é um segmento do mercado turístico em franco crescimento em Portugal e na Europa, muito associado à crescente valorização por parte dos turistas das experiências de proximidade com os valores naturais e culturais dos destinos visitados. O crescimento desta modalidade de turismo itinerante traz consigo evidentes vantagens, contribuindo positivamente para a dinamização das economias locais e para a redução da sazonalidade, mas comporta desafios reais a que importa dar resposta”, salientou a Secretária de Estado do Turismo, Rita Marques.

Neste sentido, o governo está a desenvolver um programa destinado, por um lado, a responder à procura crescente, através da criação de uma rede de oferta de infraestruturas suficiente e qualificada e, por outro, à necessidade de combater práticas ilegais e não sustentáveis da atividade.

A estratégia de retoma da atividade turística passa por uma mensagem de confiança aos turistas, relativamente ao cumprimento de requisitos exigentes de segurança sanitária e de garantia do controlo de riscos resultantes de uma afluência e concentração excessivas e desordenadas de autocaravanas nas zonas do país habitualmente mais procuradas por este segmento turístico, como é o caso do Algarve.

O protocolo agora estabelecido prevê um conjunto de ações de cooperação e articulação que possibilitam ultrapassar os constrangimentos relacionados com a modalidade do autocaravanismo no Algarve, promovendo a sua prática de forma cada vez mais sustentável para com os territórios, o ambiente e os turistas.



Exit mobile version