Jornal diariOnline Região Sul. O seu portal de notícias Algarve e Alentejo Portugal

Algarvia Daniela Campos sagra-se campeã nacional de contrarrelógio

A ciclista algarvia Daniela Campos (Bizkaia/Durango) sagrou-se hoje campeã nacional de contrarrelógio na categoria de elite feminina, impondo-se na prova disputada na manhã desta sexta-feira, em Vila Velha de Ródão.

Esperava-se uma luta acesa entre Daniela Campos e Maria Martins (Drops-Le Col), mas a ribatejana não alinhou, devido a um problema mecânico detetado pouco antes da partida.

Assim, a corredora de Boliqueime, no concelho de Loulé, teve campo aberto para dominar a corrida de 19,2 quilómetros.

Daniela Campos, no primeiro ano de sub-23, não deu qualquer hipótese à concorrência, terminando com 29.25 minutos, menos 1.27 minutos do que Ana Caramelo (ATPLINE_União Ciclista de Ponte da Barca) e menos 1.35 minutos do que Liliana Jesus (Team Farto-BTC), que completaram o pódio feminino.

“Ser campeã nacional é uma sensação muito boa. É o meu primeiro ano no escalão de elite, por isso é sempre muito bom conseguir a camisola. As sensações foram boas, tenho vindo a trabalhar desde uma paragem forçada e estou muito contente pela vitória. Sabia que podia fazer um bom resultado e o contrarrelógio é uma especialidade de que bastante gosto. Estava a apostar no pódio. A prova de fundo, no sábado, é o próximo objetivo, um dos mais importantes”, confessou Daniela Campos, citada pela Federação Portuguesa de Ciclismo.

A prova masculina foi conquistada por João Almeida (Deceuninck/Quick-Step), que na chegada à meta, cumpridos 30,5 quilómetros, registou 36.20 minutos.

A manhã competitiva iniciou-se com o contrarrelógio de paraciclismo, que coroou dez campeões nacionais ao cabo de 19,2 quilómetros, entre os quais João Pinto (Belmira Cruz/CC Portimão/Mirachoro Hotels), em H3, e Luís Costa, em H5.



Exit mobile version