Jornal diariOnline Região Sul. O seu portal de notícias Algarve e Alentejo Portugal

Pilotos britânicos convocam políticos: “Salvem nosso verão”

REUTERS / Toby Melville / Foto de arquivo

A British Airline Pilots Association exortou o governo a expandir a lista verde quando o sistema for revisto em 28 de junho.

Pilotos britânicos pediram aos políticos esta quarta-feira (23) para salvarem a temporada de férias de verão por meio de orientações mais claras sobre viagens e para que fornecessem apoio financeiro direto para resgatar empregos enquanto a indústria luta com uma crise existencial causada pelas restrições do Covid.

De acordo com a agência Reuters, a Inglaterra está reabrindo de um terceiro bloqueio nacional Covid-19, mas o setor de viagens está essencialmente fechado para negócios, com o governo a desaconselhar viagens para todos, exceto para um pequeno grupo de destinos.

Os ministros do governo britânico estão a examinar as hipóteses de reabertura das viagens de forma mais ampla e, nesse sentido, estão a considerar planos para descartar os requisitos de quarentena para adultos vacinados e seus filhos para alguns destinos.

Mas o primeiro-ministro Boris Johnson alertou que, aconteça o que acontecer, será um ano difícil para viajar.

"O governo tem que decidir se neste verão vai fazer ou quebrar a indústria de viagens do Reino Unido", disse Brian Strutton, secretário-geral interino da British Airline Pilots Association (BALPA).

"Os pilotos estão hoje a reunir-se com políticos em todo o Reino Unido para instá-los a pressionarem o governo a agir agora e salvar não apenas o verão, mas o futuro da aviação e das viagens no Reino Unido."

BALPA defende um sistema mais transparente e aberto para tornar as restrições mais proporcionais e assim reabrir as viagens em maior escala para os Estados Unidos e Europa.

Sob o atual sistema de "semáforo", apenas os viajantes para um pequeno número de países da lista verde podem evitar a quarentena.

Destinos populares de férias na Europa para os britânicos, segundo a Reuters, incluindo Espanha, Portugal, França, Itália e Grécia, são atualmente classificados como "âmbar" e é exigido aos passageiros que retornam ao país três caros testes Covid-19 e que se isolem por 10 dias no regresso.

O BALPA exortou o governo a expandir a lista verde quando o sistema for revisto em 28 de junho.

Strutton disse também que o apoio direto do Estado às companhias aéreas e aos aeroportos, ajudaria a salvar empregos e empresas à medida que se aproximam do inverno europeu, a temporada tradicionalmente de baixa para os britânicos.



Exit mobile version