Teste móvel em Brooklyn, Nova York, EUA, 2 de junho de 2021. REUTERS / Brendan McDermid /Arquivo

EUA: variante Delta já é dominante – estimativas CDC

A variante Delta já é a cepa dominante do Covid-19 nos Estados Unidos, de acordo com o tratamento de dados feito pelos Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (CDC).

De acordo com as estimativas da agência de saúde, a variante Delta tornou-se dominante no país nas duas semanas anteriores a 3 de julho, ao registar 51,7% dos casos ligados à variante que foi identificada pela primeira vez na Índia.

A notícia avançada pela agência Reuters, refere também que a proporção de casos ligados à variante Alfa, identificada pela primeira vez na Grã-Bretanha e dominante nos Estados Unidos, caiu para 28,7%.

Pub

Os dados, que mostram as proporções quinzenais estimadas das linhagens mais comuns do SARS-CoV-2 que circulam nos Estados Unidos, são baseados em recolhas sequenciais da vigilância genómica nacional do CDC, realizadas desde 20 de dezembro de 2020, esclarece a notícia da Reuters.



A variante Delta, que está a tornar-se dominante em muitos países, é mais facilmente transmitida do que as versões anteriores do coronavírus e pode causar doenças mais graves, especialmente entre pessoas mais jovens. Agora, segundo a Reuters, foi encontrado em todos os estados dos EUA, revelaram autoridades de saúde.

Na terça-feira, o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, encorajou os americanos que ainda não foram vacinados contra o Covid-19 a tomarem as suas vacinas para se protegerem da variante altamente contagiosa, amplamente disseminada pelo mundo.

Até ao momento, dados preliminares mostraram que as vacinas feitas pela Pfizer e BioNTech, AstraZeneca e Moderna são amplamente protetoras contra a variante Delta, mas com a concentração de vírus - os anticorpos neutralizantes estão um pouco reduzidos.

Pub

Reportagem de Mrinalika Roy em Bengaluru;
Edição de Sandra Maler.



Pub
Mais em Internacional
McLaren passa a exibir marca ‘Senna’ nos carros de Fórmula 1

O acordo é válido a partir do GP do Mónaco, onde o tricampeão conquistou seis vitórias

Shurastey é cremado nos EUA e as cinzas viajam com tutor para o Brasil

O influenciador, que estava com o seu cão golden retriever chamado de Shurastey, envolveu-se num acidente de trânsito. Ambos morreram.

F1: Leclerc o mais rápido também no TL2, pois então!…

Durante a primeira atividade o TL1, no Principado do Mónaco, a luta pela primeira posição…

EUA: Marido de professora morta em ataque infarta e morre dois dias depois

Irma Garcia morreu ao tentar proteger os alunos da Robb Elementary School em Uvalde, no Texas (EUA)