Jornal diariOnline Região Sul. O seu portal de notícias Algarve e Alentejo Portugal

Brasil: Bolsonaro foi hospitalizado para investigar soluços

Foto: agência Brasil

Presidente da República cancelou reuniões e ficará hospitalizado em regime de observação (notícia atualizada pelas 16:10 hrs)

O presidente da República do Brasil, Jair Bolsonaro, deu hoje (14) de madrugada entrada no Hospital das Forças Armadas (HFA), em Brasília, para ser submetido a exames de investigação da causa de soluços persistentes que vem tendo há alguns dias. A medida foi tomada por decisão da sua equipe médica.

Em nota divulgada à imprensa, segundo a agência Brasil, a Secretaria Especial de Comunicação Social informou que Bolsonaro ficará sob observação, no período de 24 a 48 horas, não necessariamente no hospital. “Ele está animado e passa bem”, esclarece a nota.

Entretanto, especula-se que, os soluços que Bolsonaro está a sentir estejam associados à facada de que foi alvo no abdómen durante a campanha eleitoral de 2018, em Juiz de Fora.

A agenda do dia do presidente foi cancelada. Nesta manhã, ele participaria numa reunião entres os presidentes do Judiciário, Executivo e Legislativo, para discutir as relações entre os poderes, pelo que o encontro será oportunamente reagendado.

Cirurgião que operou Bolsonaro chamado para a atual situação

O cirurgião Antônio Luiz Macedo, que operou Jair Bolsonaro em 2018 após a facada, foi chamado para ir até Brasília examinar o estado de saúde do Presidente da República,  que deu entrada no Hospital das Forças Armadas (HFA) na madrugada desta quarta-feira.

Médico da confiança de Bolsonaro, Macedo foi responsável pela cirurgia feita após o então candidato a presidente sofrer um atentando durante a campanha eleitoral, em setembro de 2018 . O cirurgião também operou Bolsonaro já no cargo de Presidente da República.

Entretanto, segundo notícias recentemente veiculadas, Bolsonaro terá afirmado que teria que passar por uma cirurgia para corrigir uma hérnia. Assim, este será, provavelmente, o sétimo procedimento cirúrgico no presidente desde o atentado, embora nem todos tenham sido relacionados com o ataque.

Última hora

Através de uma comunicação efetuada na tarde de hoje (14) pouco antes das 16:00 horas aos meios de comunicação social pelo ministério das Comunicações, de Fábio Faria, ficou-se a saber que o Presidente Jair Bolsonaro está afetado por uma obstrução intestinal e que irá ser transportado para São Paulo, provavelmente para o Hospital Albert Einstein, onde esteve anteriormente internado.

"Após exames realizados no HFA, em Brasília, o Dr. Macedo, médico responsável pelas cirurgias no abdómen do Presidente da República, decorrentes do atentado a faca ocorrido em 2018, constatou uma obstrução intestinal e resolveu levá-lo para São Paulo onde fará exames complementares para definição da necessidade, ou não, de uma cirurgia de emergência", diz a nota do Ministério das Comunicações.



Exit mobile version