Jornal diariOnline Região Sul. O seu portal de notícias Algarve e Alentejo Portugal

Portimão dinamiza primeiro festival de comédia

O Grande Auditório do TEMPO – Teatro Municipal de Portimão é palco da edição piloto do Humor.PTM – Festival de Comédia de Portimão, que vai acontecer de 13 a 28 de agosto. A autarquia destaca que o objetivo desta iniciativa é, antes de mais, «criar uma oferta cultural descontraída na temporada de verão». Às sextas-feiras e sábados, sempre às 21h00, o TEMPO receberá comediantes da cena nacional, apresentando um cartaz «capaz de alcançar todos os gostos e garantir muitas gargalhadas».

Devido às normas de segurança sanitária em vigor, a lotação vai estar limitada a um máximo de 176 lugares, enquanto as sessões terminarão antes das 22h30. O primeiro espetáculo, agendado para 13 de agosto, estará a cargo de Ana Arrebentinha e intitula-se “Coisas de Mulheres”. "Em cima do palco, serão expostas todas as questões às quais nenhuma mulher é indiferente e das quais nenhum homem sai como inocente. As dietas, os filhos que existem ou não, as roupas, os casamentos, o sexo e muitos mais temas vão ser abordados de forma crítica e atípica neste monólogo
intensamente humorístico sobre o universo feminino, que levará a espectadora, e não menos o espectador, a rever-se nas situações relatadas, como quem ri ao espelho".

No dia seguinte será a vez de Miguel 7 Estacas e Jorge Serafim entrarem em cena. Miguel 7 Estacas, que conta já com 30 anos de carreira, promete "reunir alguns dos momentos mais marcantes do seu percurso, com stand-up comedy, magia, interação e outros momentos de muita diversão". Neste espetáculo contará com a ajuda de Jorge Serafim, um narrador de histórias rocambolescas onde habitam personagens caricatas, que tempera com uma pitada de absurdo e duas de imprevisto, para depois as refogar com muita sátira aos bons, maus e ruins costumes, não se lhe escapando nada nem ninguém pelo buraco de uma agulha".

Para 20 agosto foi escolhido o humor de Gilmario Vemba e de Daniel Carapeto. "Depois do sucesso do mais famoso grupo humorístico angolano “Os Tuneza”, o ator e humorista Gilmario Vemba tem investido numa carreira a solo, dividida entre Portugal e Angola, sendo cada vez mais uma cara conhecida dos portugueses, com participações frequentes na televisão". Quanto a Daniel Carapeto, "é um jovem guionista e um dos stand-up comedian mais promissores da sua geração. Tem percorrido o país com o grupo Roda Bota Fora e recentemente apresentou o seu mais recente solo, Tragédia, que o apresenta mais maduro, honesto, direto, conceptual e outros adjetivos vagos e idiotas que os artistas nusam sempre que precisam de promover um trabalho novo, quando a única razão pela qual o fazem é porque já acabou o dinheiro do anterior".

Hugo Sousa e Joel Ricardo Santos constituem a dupla que atuará no dia 21 de agosto. "O primeiro é um conhecido comediante, autor de textos de humor e também ator. Em 2003 começou a fazer espetáculos e o seu percurso como stand-up comedian ganhou força depois da sua participação no programa Levanta-te e Ri. Já na SIC Radical foi autor e protagonista da série A Vida do Sousa, uma sitcom baseada na sua vida como comediante, que se encontra agora disponível no YouTube. Autor de vários solos, é responsável semanalmente pelo Podcast do Sousa". Quanto a Joel Ricardo Santos, músico desde os 6 anos, subiu a um palco para fazer comédia, pela primeira vez, em janeiro de 2011 e um mês depois fez o seu primeiro espetáculo de comédia a solo. Com um canal de Youtube com mais de um milhão de visualizações e várias participações em rádio e televisão, "Joel proporciona um espetáculo completo, que vai
desde a música de cariz humorístico até à stand-up comedy".

No dia 27, o TEMPO recebe Bruno Aleixo e a sua Biografia Não Autorizada. "Será a oportunidade ideal para o jornalista Pedro Jorge (biógrafo do magnata) se juntar a João Filipe (um ex funcionário) e revelar todos os seus podres. Ao longo da noite, o público poderá acompanhar uma retrospetiva biográfica pelos principais momentos da vida de Bruno Aleixo, com vídeos inéditos, vídeos antigos (onde o seu mau feitio era evidente) e ainda depoimentos de amigos, familiares e personalidades oprimidas. Mas haverá, também, o direito ao contraditório: os testemunhos abonatórios (talvez comprados, quem sabe?) terão o seu espaço, para que sejam os espetadores a decidir qual partido tomar".

Por fim, no dia 28 de agosto o Festival Humor.PTM encerrará com o espetáculo Supremacista Cultural, do Jovem Conservador de Direita, "até porque a realidade é de direita, a economia é de direita, as pessoas importantes são de direita…Então, porque é que a cultura é de esquerda? Fácil. Porque, devido à sua incompetência em todas as áreas importantes, as pessoas de esquerda têm de se dedicar às artes. Nesse sentido, o Dr. Jovem Conservador de Direita resolveu rebaixar-se e aplicar toda a sua reconhecida competência política à área cultural, de modo a salvá-la do marxismo que a domina. Por isso, ao longo do espetáculo o Doutor propõe-se fazer uma análise da cultura em todas as suas vertentes, limpando-a de toda a ideologia subjacente, para que a arte possa, finalmente, cumprir a sua verdadeira função: ser rentável".

Os bilhetes para todas as sessões terão um preço único de dez euros por sessão e estão à venda online em tempo.bol.pt, na bilheteira do TEMPO, aberta de terça-feira a nsábado entre as 13h00 e as 18h00 e nas noites do espetáculo até ao seu início, e ainda nos locais habituais aderentes da BOL.