Jornal diariOnline Região Sul. O seu portal de notícias Algarve e Alentejo Portugal

EUA: alerta de contaminação em Nova York devido ao fumo

Sul de Manhattan visto a partir de Nova Jersey, em 20 de julho de 2021 - AFP

Nova York e várias regiões do leste dos Estados Unidos e do Canadá foram cobertas por um nevoeiro cinza e pelo cheiro de fumaça nesta terça-feira (20), como resultado dos grandes incêndios no oeste desses dois países.

Os Serviços de Proteção Ambiental do estado de Nova York emitiram um alerta de qualidade do ar para o dia inteiro, como acontece sempre que há taxas de concentração de partículas finas superiores a 35 microgramas por metro cúbico.

Um especialista desse serviço indicou que não é incomum que a fumaça de incêndios na costa oeste chegue à costa leste do país, mas geralmente ela é alta o suficiente na atmosfera e não afeta a qualidade do ar. Desta vez, a fumaça está mais baixa do que o normal, ressaltou.

 

O fenómeno, que está a suceder a uma onda de calor intensíssimo, segundo a AP News, deve desaparecer nesta quarta-feira, quando é aguardada a chegada de uma frente fria à região de Nova York, disse um porta-voz do serviço meteorológico nacional dos Estados Unidos, o National Weather Service.

 

Incêndios, como há 120 anos não eram registados - pesquisador

Vários grandes incêndios deflagraram há poucos dias no oeste dos Estados Unidos, especialmente na Califórnia, em Nevada e no Oregon, onde autoridades tentam conter o “Bootleg Fire”, maior do que toda a cidade de Los Angeles, durante a temporada de incêndios.

Na terça-feira, as autoridades fecharam temporariamente todo o acesso recreativo e público às terras administradas pelo estado no leste de Washington devido ao perigo de incêndio, começado na sexta-feira.

Historicamente, os incêndios florestais no Oregon e noutras partes do oeste queimaram uma área tão grande ou maior do que o atual incêndio com mais frequência, mas muito menos explosivamente. Os incêndios periódicos e naturais eliminaram a vegetação rasteira e as árvores menores que fazem com que os incêndios atuais queimem de forma tão perigosa.

Esses incêndios "não foram permitidos nos últimos 120 anos", disse James Johnston, um pesquisador da Faculdade Florestal da Universidade Estadual de Oregon que estuda incêndios florestais históricos.

Por sua vez, no Canadá, em Ontário, a província mais populosa do país, mais de 2.000 pessoas foram evacuadas nos últimos dias, devido a mais de 200 incêndios ativos naquela província e também na vizinha Manitoba, de acordo com revelação das autoridades canadianas a AP News.

Noutros lugares da região, praticamente todos os bombeiros estiveram envolvidos noutras batalhas assustadoras.

No norte da Califórnia, as autoridades expandiram as evacuações para o incêndio de Tamarack no condado de Alpine, em Sierra Nevada, para incluir a cidade montanhosa de Mesa Vista na noite de segunda-feira. Este incêndio, que deflagrou no fim de semana, lavrou em 158 quilómetros quadrados, até à sua contenção.

 



Exit mobile version