Italy July 26, 2021. Vigili del Fuoco/Handout via REUTERS

Sul da Europa enfrenta vaga de incêndios florestais

 Incêndios florestais ocorrem em regiões do sul da Europa, devido ao clima quente e ventos fortes, enquanto alguns países do norte limpam destroços deixados pelas cheias após um fim de semana de chuvas torrenciais e inundações.

Na Grécia, o primeiro-ministro Kyriakos Mitsotakis disse que os bombeiros lutaram contra cerca de 50 incêndios nas últimas 24 horas e que provavelmente haveria mais, com os meteorologistas a alertarem para uma nova onda de calor estava em perspetiva.

"Quero enfatizar que agosto continua um mês difícil", disse ele. “Por isso é importante que todos nós, todos os serviços do Estado, estejamos em alerta absoluto até que o período de combate aos incêndios termine formalmente”.

De acordo com a notícia veiculada sobre esta situação alarmante avançada pela agência Reuters, funcionários dos bombeiros disseram que a negligência em fazendas e canteiros de obras está por detrás de vários incidentes, muitos dos quais ocorreram na região sul do Peloponeso. Nenhuma vítima foi relatada até ao momento.

Pub
Foto retirada de um vídeo de reportagem da REUTERS.

As condições no sul da Europa contrastavam fortemente com as tempestades torrenciais que atingiram os países do norte, desde a Áustria à Grã-Bretanha, após as enchentes catastróficas na Alemanha e nos países vizinhos na semana passada.

Na ilha italiana da Sardenha, aviões de combate a incêndios provenientes de França e da Grécia reforçaram os meios de combate às chamas locais em toda a ilha, onde mais de 4.000 hectares de floresta foram queimados e mais de 350 pessoas evacuadas.

Na Sicília, incêndios deflagraram perto da cidade de Erice, no oeste do país.

Em Espanha, a região nordeste da Catalunha viu mais de 1.500 hectares destruídos perto de Santa Coloma de Queralt, forçando dezenas de pessoas a serem evacuadas, embora as chamas estivessem 90% estabilizadas no início desta segunda-feira, segundo fontes próximas de bombeiros e autoridades.

Pub

Em Lietor, na região centro-leste de Castilla-La Mancha, diz-nos a Reuters que mais de 2.500 hectares foram queimados durante o fim de semana antes de alguns serem controlados, disseram as autoridades.

Até agora, neste ano, os incêndios florestais queimaram 35.000 hectares em Espanha, ainda um pouco longe dos 138.000 hectares queimados em 2012, o pior ano da última década.

Reportagem de Emma Pinedo Gonzalez em Madrid,
Lefteris Papadimas e Angeliki Koutantou em Atenas
e Emily Roe em Roma;
escrito por James Mackenzie; Edição de Janet Lawrence.



Pub
Mais em Internacional
McLaren passa a exibir marca ‘Senna’ nos carros de Fórmula 1

O acordo é válido a partir do GP do Mónaco, onde o tricampeão conquistou seis vitórias

Shurastey é cremado nos EUA e as cinzas viajam com tutor para o Brasil

O influenciador, que estava com o seu cão golden retriever chamado de Shurastey, envolveu-se num acidente de trânsito. Ambos morreram.

F1: Leclerc o mais rápido também no TL2, pois então!…

Durante a primeira atividade o TL1, no Principado do Mónaco, a luta pela primeira posição…

EUA: Marido de professora morta em ataque infarta e morre dois dias depois

Irma Garcia morreu ao tentar proteger os alunos da Robb Elementary School em Uvalde, no Texas (EUA)