Na Grécia as temperaturas têm estado acima dos 40 graus C. (AP Photo / Yorgos Karahalis)

Onda de calor no sudeste da Europa entre as piores de sempre

Uma onda de calor queimou o sudeste da Europa na quinta-feira, intensificando os incêndios florestais e enviando moradores para praias, fontes públicas e locais com ar-condicionado em busca de alívio.

As temperaturas subiram acima dos 40 graus centígrados em partes da Grécia e em grande parte da região de Atenas. Especialistas disseram esperar que a onda de calor se estenda até à próxima semana, tornando-a uma das mais severas registadas no país desde meados da década de oitenta.

Segundo uma notícia da Associeted Press, pelo menos três pessoas morreram no sul da Turquia e dezenas foram hospitalizadas enquanto o intenso calor do verão e os fortes ventos contribuíram para alimentar dois incêndios florestais distintos.

Pub

Incêndios florestais na Grécia ameaçaram residências pelo terceiro dia consecutivo, com um relatado na quinta-feira fora da cidade de Patras, no oeste do país.

“A onda de calor em curso é um fenômeno climático perigoso, pois vai durar até o final da próxima semana com uma pequena faixa de temperatura entre os níveis máximo e mínimo”, disse Theodoris Kolydas, diretor do Serviço Meteorológico Nacional da Grécia.

De acordo com a Associeted Press, abrigos de refrigeração foram instalados na capital grega, mas o acesso aos espaços públicos com ar-condicionado foi limitado por restrições de pandemia.

Autoridades na Sérvia, Bulgária, Bósnia e Herzegovina e outros países afetados aconselharam as pessoas a evitar a exposição à luz solar direta ao meio-dia.

Na Macedónia do Norte, mulheres grávidas e pessoas com mais de 60 anos foram dispensadas do trabalho até ao final da semana, enquanto as construtoras foram obrigadas a interromper o trabalho das 11:00 às 17:00 horas.

Pub

Intempéries tendem tornar-se-ão mais frequentes

Especialistas em clima argumentam que as condições climáticas extremas, como as recentes inundações mortais na Alemanha e as ondas de calor no Canadá e no oeste dos Estados Unidos, provavelmente tornar-se-ão mais frequentes, à medida que o aumento das temperaturas globais criar maior instabilidade.

“Se pensarmos mais globalmente, tivemos alguns eventos climáticos muito, muito severos recentemente, os 49,6 graus Celsius, foram o recorde de temperatura de todos os tempos no Canadá”, disse Mike Kendon, cientista climático sénior do Escritório Meteorológico da ONU.

De acordo com a Organização Meteorológica Mundial da ONU, 2020 foi um dos três anos mais quentes, alguma vez já registados em todo o mundo. Foi também o ano mais quente de sempre registado na Europa.



Pub
Mais em Internacional
Brasil: fim do estado de emergência em saúde pública Covid-19

Chegou ao fim, neste domingo (22), o estado de Emergência em Saúde Pública de Importância Nacional (ESPIN),…

Brasileiro encontrado morto com abraçadeiras no pescoço

O corpo do brasileiro, natural de Minas Gerais, foi encontrado na região de Cabo da…

Manto de neve cobre parte do sul do Brasil

Um manto de neve cobriu partes do estado de Santa Catarina no sul do Brasil que desde há alguns dias enfrenta uma invulgar vaga de frio

Portugal apoia Polónia com € 50 milhões em produtos e materiais

António Costa anunciou doação no valor de 50 milhões de euros, desde casas pré fabricadas até produtos farmacêuticos.