Em França, centenas de pessoas manifestam-se contra a imposição do passe sanitário EPA/CHRISTOPHE PETIT TESSON/ARQUIVO

França: Milhares manifestam-se contra certificado e vacinas

Dezenas de milhares de pessoas manifestaram-se este sábado por toda a França, contra o certificado de vacinação exigido pelo governo e contra a toma das vacinas, numa mobilização que se repete pela terceira semana consecutiva.

Recordamos que numa das principais reações contra a política de Emmanuel Macron, os manifestantes gritavam "Liberdade!" e carregavam cartazes denunciando uma “ditadura médica”. As manifestações também ocorreram em Estrasburgo no leste, Lille no norte, Montpellier no sul e noutras localidades de França.

Pub

Para este sábado, cerca de 200 passeatas foram convocadas em todo o país, quatro delas em Paris, reunindo tanto as pessoas contrárias às vacinações do Covid-19 como as que denunciam o passe de saúde em vigor desde o início de agosto.

As pesquisas mostram que a maioria dos franceses apoia a aprovação da saúde, mas os manifestantes no sábado eram de todas as idades e de uma mescla de classes sociais em que se incluíam alguns profissionais de saúde, que devem ser vacinados até meados de setembro.

O passe, de acordo com a notícia veiculada pela APNews, que é necessário para entrar em restaurantes, museus, estádios desportivos ou outros locais populares em França, mostra que o seu titular está totalmente vacinado, que se recuperou ou teve um teste negativo recente.

Cartazes carregados pela multidão, incluíam um que dizia: "Bem-vindo ao Controlistan".

Pub

O político de extrema direita Florian Philippot, candidato à presidência na eleição do próximo ano, organiza esses protestos há meses, escreve a APNews.

“O espírito da França está aqui e está crescendo”, tuitou Philippot, postando fotos de multidões na sua manifestação.

A imprensa francesa, citando o Ministério do Interior, disse que havia menos de 158.580 manifestantes na França no sábado, em comparação com 175.500 na semana anterior.

As autoridades de saúde disseram este sábado que quase 72% da população de França recebeu pelo menos uma dose de vacina e 64,5% já foram totalmente vacinados.



Pub
Mais em Internacional
EUA confirmam primeiro caso de varíola do macaco em 2022

Sintomas da doença incluem febre, dor de cabeça, dores musculares, dores nas costas, calafrios e…

Portugal recebe cabo da Google que liga Europa a África

Portugal recebeu um cabo submarino de fibra óptica de última geração da Google que liga…

António Costa visita esta semana Roménia, Polónia e Ucrânia

O primeiro-ministro António Costa, vai aproveitar a viagem que realiza esta semana à Roménia e…

Queda do avião chinês com 132 pessoas a bordo foi propositada

Dados da investigação sobre a queda do Boeing 737-800 da China Eastern Airlines mostram que…