Jornal diariOnline Região Sul. O seu portal de notícias Algarve e Alentejo Portugal

Francisco Cabral e Pedro Araújo juntam-se a Luís Faria na 2ª ronda do Loulé Open

Francisco Cabral

Nos pares há cinco jogadores “da casa” apurados para os quartos de final

No dia seguinte a Luís Faria se qualificar para a segunda ronda do quadro principal de singulares do Loulé Open, também Francisco Cabral e Pedro Araújo garantiram a qualificação para o torneio internacional dotado de 25.000 dólares em prémios monetários que o Clube de Ténis de Loulé organiza pelo 11.º ano consecutivo.

Gonçalo Falcão aproximou-se da melhor vitória da carreira, mas não a conseguiu consumar, e Miguel Gomes também deixou boa imagem frente a um dos favoritos. Nos pares, dos cinco tenistas lusos apurados para os quartos de final, pelo menos um seguirá obrigatoriamente em frente.

A primeira vitória portuguesa da jornada desta quarta-feira foi assinada por Francisco Cabral (911.º do ranking ATP), que praticamente um mês após ter competido pela última vez em singulares regressou à variante com um triunfo por 7-5 e 6-4 em 1h45 sobre o luxemburguês Raphael Calzi (1836.º), que entrou no quadro principal como lucky loser.

Depois de três finais consecutivas no ATP Challenger Tour ao lado de Nuno Borges (campeões em Braga e vice-campeões em Lisboa e em Barcelona), o portuense de 24 anos acusou alguma falta de rodagem na variante nos últimos tempos, mas readaptou-se a tempo de carimbar uma vitória em duas partidas para marcar encontro com Rinky Hijikata (468.º), australiano que no último domingo jogou a final de um torneio desta categoria em Setúbal.

A outra vitória do dia para as cores portuguesas em singulares foi carimbada já sob o pôr do sol, com Pedro Araújo (798.º ATP) a confirmar o bom momento de forma e derrotar o alemão Sebastian Fanselow (419.º) por 6-4, 1-6 e 6-0 no último encontro da jornada.




Com o quinto triunfo da carreira sobre um adversário do top 500, o jogador lisboeta de 19 anos marcou encontro com Laurent Lokoli. Atual 522.º do ranking ATP, o francês chegou a ser 207.º colocado em abril de 2015 e esta quarta-feira teve de trabalhar para superar o jovem Miguel Gomes (que passou o qualifying) em duas partidas, por equilibrados 6-4 e 7-5.

Não muito longe de garantir a presença na segunda ronda esteve ainda Gonçalo Falcão, que depois de somar duas vitórias na fase de qualificação conseguiu forçar o japonês Kaichi Uchida (369.º) a três partidas, antes de perder por 4-6, 6-3 e 6-3, num encontro que lhe podia ter valido a primeira vitória de sempre frente a um tenista do top 400 mundial em encontros do circuito internacional.

Apesar da derrota nos singulares, Gonçalo Falcão não terminou o dia sem celebrar, dado que na variante de pares, ao lado do esloveno Tomas Lipovsek Puches, confirmou o estatuto de quarto cabeça de série ao aplicar os parciais de 6-2 e 6-1 aos espanhóis Adria Soriano Barrera e Adria Vallejo Ferrer para chegar aos quartos de final.

Na próxima fase, o português de 33 anos vai encontrar os compatriotas Jaime Faria e Luís Faria, que deram a volta ao mexicano Alan Fernando Rubio Fierros e ao alemão Noah Thurner para vencerem por 1-6, 6-1 e 10-4.

Em frente seguiu ainda Francisco Cabral, que replicou o sucesso nos singulares e com Corentin Denolly superou o turco Tuna Altuna e o croata Zvonimir Babic por 7-5 e 6-3. Primeiros cabeças de série, o português e o francês vão enfrentar nos quartos de final Raphael Calzi e Amaury Raynel.

Exit mobile version