Jornal diariOnline Região Sul. O seu portal de notícias Algarve e Alentejo Portugal

La Palma: Lava flui lentamente em intensa atividade sísmica

Foto: EFE/Elvira Urquijo A.

Foram registados 20 terramotos nas últimas horas, o mais forte no município de Mazo, com uma magnitude de 3,9 e a uma profundidade de 37 quilómetros.

A situação permanece inalterada no dia em que o presidente do Governo espanhol, Pedro Sánchez, visita La Palma pela quarta vez desde a erupção do vulcão e de acordo com a Agência EFE, deverá apresentar novas medidas de apoio aos afetados com os 206 milhões de euros aprovados pelo Conselho de Ministros espanhol.

Está também previsto que Sánchez participe esta quarta na reunião do comité executivo do Plano Especial de Proteção Civil para Riscos Vulcânicos nas Ilhas Canárias (Pevolca) e visite o gabinete de Assistência aos Danificados de Los Llanos de Aridane.

Enquanto isso, de acordo com a notícia da EFE, a lava continua a fluir a partir do fluxo que se abriu ao norte do principal, tendo até agora levado pela frente uma zona industrial em Los Llanos e forçado a evacuação de 800 pessoas em La Laguna.



O último relatório do Departamento de Segurança Interna (DHS) observou que o fluxo de lava tem vindo a mudar nas últimas horas como resultado do colapso do cone do vulcão no sábado.

Para além do novo fluxo do norte, existem duas outras línguas, de acordo com o DSN: a original, com pouco despejo de lava, e outra localizada mais a sul, que afeta as novas construções dentro do perímetro de segurança.

Confinamento levantado, mas voos continuam cancelados pelas companhias

Nas últimas horas, as condições meteorológicas favoreceram uma melhoria da qualidade do ar, pelo que na terça-feira foi possível levantar o confinamento decretado na segunda-feira, que afetou 3.500 pessoas.

Os aeroportos das Canárias estavam abertos esta manhã, mas as companhias aéreas cancelaram as operações para La Palma.

A altura da emissão de cinza chegou aos 3.500 metros e segundo a informação da agência EFE, desloca-se desde o este virando para leste e sul, segundo o relatório do DSN, o que também indica que o tremor vulcânico aumentou, o que poderá revelar um maior conteúdo de gás no magma que sai do centro eruptivo.

No que diz respeito à sismicidade, o Instituto Nacional Geográfico (IGN) localizou 20 sismos até às 07.07 horas desta quarta-feira, 16 dos quais no município de Fuencaliente e o resto no município de Mazo, onde o último ocorreu esta manhã, a uma profundidade de 12 quilómetros e com uma magnitude de 3.1.