© reprodução / Reprodução Adélio Bispo: reabertura das investigações da facada.

Brasil: facada em Bolsonaro volta a poder ser investigada

Tribunal Regional Federal da 1.ª Região derrubou a liminar que impedia a continuação da investigação sobre a facada em Jair Bolsonaro

De acordo com a notícia da Veja publicada no portal MSN a que tivemos acesso, o Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1) derrubou nesta quarta-feira (3), restrições que impediam a retomada da investigação aberta para apurar a existência de supostos mandantes do atentado à faca contra o presidente Jair Bolsonaro durante a campanha eleitoral de 2018.

Na sessão de julgamento, segundo a Veja, os desembargadores do TRF-1 derrubaram uma liminar que proibia, entre outros pontos, a quebra do sigilo bancário do advogado Zanone Manuel de Oliveira Júnior, que atuou na defesa do Adélio Bispo de Oliveira, autor da facada contra o então candidato a presidente.

Pub

Com a decisão desta quarta-feira, "também poderão ser analisadas imagens de câmaras de segurança de um hotel frequentado por Oliveira Júnior e documentos que, em tese, poderiam trazer novos elementos ao caso, como livros-caixa e comprovantes de pagamento de honorários e do telefone do advogado", lê-se na notícia da Veja.

A notícia revela também que Jair Bolsonaro foi avisado da decisão assim que o julgamento foi concluído. Embora a Polícia Federal tenha concluído por duas vezes que não houve mandantes do atentado e que Adélio Bispo agiu sozinho, o presidente e seus principais apoiantes sempre alegaram que deveria ser apurado quem pagou os honorários dos advogados do autor do crime, já que ele não teria recursos financeiros para contratar uma banca de defesa.

Foi autorizada ampla devassa e daqui pra frente haverá continuidade da investigação do caso Adélio Bispo. Foi uma vitória muito importante”, disse o advogado Frederick Wassef, que defende o presidente Jair Bolsonaro. “Agora as investigações da facada no presidente da República poderão continuar, serão analisados os dados de todos aqueles advogados e vamos saber quem pagou os advogados”, afirmou Wassef.

Pub
Mais em Internacional
Manto de neve cobre parte do sul do Brasil

Um manto de neve cobriu partes do estado de Santa Catarina no sul do Brasil que desde há alguns dias enfrenta uma invulgar vaga de frio

Portugal apoia Polónia com € 50 milhões em produtos e materiais

António Costa anunciou doação no valor de 50 milhões de euros, desde casas pré fabricadas até produtos farmacêuticos.

Primeiro caso brasileiro infetado com varíola de macaco na Alemanha

Infectado tem 26 anos e passou antes por Portugal e Espanha Na Alemanha, autoridades sanitárias…

Elon Musk reúne-se com o governo do Brasil pela ‘Amazónia’

Reunião centrada em “Conectividade e Proteção da Amazónia”. O multimilionário Elon Musk, dono da SpaceX e que recentemente…