Nota de pesar pela morte de Alfredo Graça

O município de Vila Real de Santo António expressa o mais profundo pesar pela morte de Alfredo Graça, presidente da Câmara Municipal de Vila Real de Santo António entre janeiro de 1980 e janeiro de 1986.

Alfredo Graça tomou posse na Câmara Municipal de Vila Real de Santo António em janeiro de 1980, na sequência das segundas eleições autárquicas de 1979, eleito pela coligação APU entre o Partido Comunista Português, de quem foi militante até ao fim da vida, e o MDP/CDE.

Foram anos intensos de dedicação ao trabalho nos seis anos em que desempenhou o mandato autárquico, aplicando um pensamento de vanguarda numa época em que as autarquias locais não tinham praticamente autonomia política e financeira.

Pub

Durante a sua presidência, foi responsável pela construção de um Plano Diretor Municipal (PDM), o oitavo a ser levado à prática em Portugal, e desenvolveu importantes iniciativas ao nível do planeamento urbanístico, valorizando não só a qualidade dos edifícios, mas também do urbanismo.

Alfredo Graça desempenhou o seu mandato em condições difíceis. Tinha acabado de ser aprovada uma lei de finanças locais e as autarquias ainda não tinham meios financeiros suficientes para as grandes carências das populações, designadamente no abastecimento de água, na construção de redes de esgotos e na construção de estradas e caminhos.

Nos seus anos de Governação, destacam-se também iniciativas ligadas à habitação social e ao apoio às famílias, tendo liderado processos como a mudança do mercado municipal para uma área estratégica de desenvolvimento ou a criação das linhas gerais do PDM e do Complexo Desportivo. Foi igualmente responsável pelo estreitamento dos laços com a vizinha Espanha, através da geminação com Ayamonte.

Pelo seu importante legado, o município decreta dois dias de luto municipal, que se cumprem hoje e amanhã, e coloca a Bandeira a meia haste durante este período.

Pub

À família enlutada, colegas e amigos, a autarquia endereça as mais sentidas condolências e uma profunda mensagem de solidariedade.

Pub
Mais em Sociedade
“Aqui há História” comemora Dia Mundial da Criança

A Associação Cultural e Artística de Tavira (ACAT) no âmbito do projeto “TAVIANIMA – Formar…

Baja de Loulé marcada no primeiro dia pelo calor e por desistências de vulto

Como delineado, a Baja de Loulé arrancou com o prólogo com 5,250 kms junto ao Estádio Algarve, permitindo ao público de Faro e Loulé assistir

De Boca em Boca Mértola com mais “Caminhos Contados”

Com o apoio do Ministério da Cultura através do programa Garantir Cultura, e o apoio…

“Bora lá ao Parque!” em Loulé

O Grupo de trabalho da Rede Municipal de Loulé “Cidade Educadora”, com a colaboração da…