Lagoa comemora o Dia Internacional da Cidade Educadora

O município de Lagoa aderiu uma vez mais às comemorações do Dia Internacional da Cidade Educadora, celebrado no dia 30 de novembro. «No decorrer deste mês, foram promovidas diversas atividades que reforçam a importância da educação e do compromisso de Lagoa na promoção do bem-estar, convivência, prosperidade e coesão social», conta a autarquia adiantando que «o programa foi desenvolvido com base no lema desta 6ª edição “A Cidade Educadora não deixa ninguém para trás” por forma a promover a igualdade de oportunidades entre todas as pessoas, a inclusão, a justiça social e o crescimento sustentável como garantia do equilíbrio territorial».

As comemorações iniciaram-se no dia 20 de novembro, em Ferragudo, com o ciclo de conferências “Ferragudo 1520-2020: 500 anos a viver o Mar”, onde foi realizada uma visita guiada pelas ruas de Ferragudo e abordada a história paroquial pela intervenção de David Luna de Carvalho, Sérgio Ribeiro Pinto, Diogo Vivas e Ismael Medeiros.

Pub

As iniciativas, no âmbito das comemorações do Dia Internacional da Cidade Educadora, prolongaram-se pelo mês de novembro, com a apresentação do Relatório de Índice de Sustentabilidade Municipal ao Executivo, Dirigentes, Empresários e outros agentes locais, pelo Centro de Estudos e Sondagens de Opinião, da Universidade Católica (CESOP), já disponível no website do município.

Assinalou-se o “Dia da Floresta Autóctone”, nas instalações Amorim Cork, com a entrega de resíduos de rolhas de cortiça, com a presença das turmas vencedoras do concurso de resíduos. Decorreu ainda no Centro Cultural do Convento S. José, a cerimónia da entrega de Bandeiras Verdes no âmbito do projeto Bandeira azul da Europa, reconhecendo as escolas do concelho que
apresentaram uma maior gestão de recursos ambientais no ano letivo transato.

No dia 25 realizou-se no Auditório Carlos do Carmo o seminário regional “Caminhar pelos Direitos da Criança”, no âmbito do 32.º Aniversário da Convenção sobre os Direitos da Criança. De 26 a 27 de novembro, realizou-se o 2º Congresso “Desporto para todos” apresentado pela Teia D´Impulsos. Na noite do dia 27, decorreu o espetáculo comemorativo “Lagoa, cidade educadora: património e identidade”. Nos dias 26 de novembro e 3 de dezembro, decorreram sessões nas escolas do concelho no âmbito das comemorações do Dia Internacional dos Direitos da Criança.

No dia 29 de novembro comemorou-se o Dia Internacional para a Eliminação da Violência Contra as Mulheres através de uma palestra sobre a violência doméstica com testemunho na primeira pessoa, denominada de “Recuso Ser Vítima”.  A programação encerrou no dia 30 de novembro, comemorando-se o Dia Internacional da Cidade Educadora 2021, através da formação acreditada no âmbito da realização do PEMEL- Plano Estratégico Municipal de Educação de Lagoa, no período da manhã.

Pub

No mesmo dia decorreu a Assembleia Digital de Jovens no âmbito do projeto My Polis nas escolas e contou com a apresentação de 14 propostas de estudantes dos agrupamentos de escolas Rio Arade e ESPAMOL ao executivo da Câmara Municipal. No final do dia decorreu a entrega dos prémios no âmbito do concurso literário das Escolas de Lagoa e o Concurso de Ilustração “Na Rota da Arte”, bem como a apresentação do livro “Barro Cru” de Helena Tapadinhas e finalizou-se este intenso dia na Igreja Matriz de Lagoa, com a apresentação da Orquestra Barroca D´Aquém Mar & Ensemble Vocal.

Pub
Mais em Educação & Ciência
Estudo: Envelhecimento afeta dinâmica cerebral

O envelhecimento afeta a dinâmica cerebral, mas nem todas as mudanças têm impacto no funcionamento…

UAlg
Décima edição das Bolsas de Excelência distinguiu mais 63 estudantes da UAlg

A sessão pública de entrega das Bolsas de Excelência, que distinguiu 63 alunos da Universidade do Algarve (UAlg), realizou-se ontem,

Dia da Criança celebrado com dias divertidos em Lagos

Depois de dois anos de atividades limitadas no Dia da Criança, as diversões regressam à rua para celebrar os direitos das crianças e jovens.

Alunos produzem vídeo promocional da Freguesia de Cachopo

Produzido pela turma A do 9.º ano da Escola Básica Prof. Joaquim Moreira, em Martinlongo, no concelho de Alcoutim, que integra cinco alunos