Covid-19

Saiba quais são as novas medidas de combate à Covid-19 anunciadas por António Costa

Antecipação da semana de teletrabalho obrigatório, limitação de contactos e bares e discotecas fechadas

O primeiro-ministro António Costa anunciou hoje as novas medidas de combate à Covid-19 na quadra festiva, antecipando a semana de teletrabalho e impondo mais limitação de contactos, com apoios às famílias e empresas afetadas.

“Se não adotarmos hoje as medidas preventivas, as consequências na vida de todos serão muito maiores a seguir ao Natal e passagem de ano”, disse o governante, em conferência de imprensa.

Pub

A nova variante Ómicron, com uma taxa de prevalência de 46,9% nas infeções, suscita “muitas interrogações”, disse António Costa, observando na matriz de risco “uma má notícia” (aumento da taxa de incidência para 562 casos a 14 dias por 100 mil habitantes) e “uma boa notícia” (a descida do Rt, o índice de transmissibilidade).

Sem querer tirar conclusões sobre a severidade provocada pela variante, o primeiro-ministro realçou que devem ser “tomadas medidas preventivas, que evitem o alastramento da doença”. Assim, foram anunciadas as seguintes medidas de combate à Covid-19:

- Aumento de 4 para 6 testes gratuitos por pessoa, para reforçar a testagem

- Antecipação do período de contenção (a partir das 00:00 de 25 de dezembro), com teletrabalho obrigatório, encerramento de creches (com apoios às famílias) e ATL e encerramento de discotecas e bares (com apoios às empresas)

- obrigatoriedade de teste negativo para acesso a estabelecimentos turísticos e alojamento local, casamentos e batizados e eventos empresariais

- introduzir a redução de lotação dos espaços comerciais para uma pessoa por cada 5 metros quadrados

- teste negativo obrigatório para acesso a todos os espetáculos culturais e em todos os recintos desportivos, independentemente da taxa de ocupação (salvo decisão da Direção-Geral da Saúde)

- nos dias de Natal (24 e 25 de dezembro) e Ano Novo (30 de dezembro a 1 de janeiro): teste negativo para acesso a restaurantes, casinos e festas de passagem de ano; proibição de ajuntamentos de mais de 10 pessoas na via pública na passagem do ano; e proibição de consumo de bebidas alcoólicas na via pública.

O primeiro-ministro deixou ainda um “conjunto de recomendações”, como evitar celebrações natalícias com muita gente, muito tempo sem máscara e em espaços fechados, pequenos e pouco arejados, e a necessidade “de todos se testarem”.

António Costa fez um balanço após um mês da estratégia de combate à pandemia para a quadra natalícia.

Pub

O primeiro-ministro salientou que, além de ter sido iniciada a vacinação contra a Covid-19 para crianças, “83,5% da população com mais de 65 anos já está vacinada com a dose de reforço”.

Em comparação com os dados de há um ano, o governante sublinhou que o número de internamentos nos hospitais está “significativamente abaixo”, que houve uma “queda substancial” nos internamentos nos cuidados intensivos e que o número de óbitos é “significativamente menor”.

“A vacinação vale a pena, é a ferramenta mais efetiva para evitar a transmissão e garantir a menor severidade da infeção”, apontou António Costa, sustentando ainda os “resultados efetivos” na testagem e no controlo de fronteiras.

Pub
Mais em Sociedade
Beja
Festival Internacional de Banda Desenhada de Beja arranca na sexta-feira

A banda desenhada volta a tomar conta da cidade de Beja, entre 27 de maio e 12 de junho, com um festival internacional que promete

Transição
São Brás: Sessão online aborda transição digital nas escolas

A transição digital nas escolas vai ser tema, amanhã, quinta-feira, 26, de uma sessão online, via Zoom, promovida por entidades de São Brás

Olhão
Olhão: MOJU promove melhorias em bloco habitacional

A MOJU – Associação Movimento Juvenil em Olhão reuniu esforços para promover pequenas melhorias no interior do bloco habitacional onde,

Portugal vai estudar implementação da semana laboral de quatro dias

Impacto da semana laboral de quatro dias, graças à aprovação de uma proposta parlamentar da esquerda durante o debate do OE 2022…