Catarina Marques a usar da palavra numa das tribunas públicas

Em Olhão e VRSA a CDU exigiu diversificação da actividade económica

“É preciso diversificar a actividade económica no Algarve. Promover a agricultura, as pescas, a indústria e criar emprego com direitos assegurando o aumento dos salários”

No dia em que campanha eleitoral começou, durante a manhã, a CDU promoveu duas tribunas públicas na região do Algarve, tendo a primeira sido pelas 9h30, entre os mercados em Olhão e, a segunda, pelas 11h30, junto ao mercado de Vila Real de Santo António (VRSA).

Perante dezenas de apoiantes e activistas da CDU, bem como da população que se dirigiu aos mercados, de pequenos comerciantes e produtores, a cabeça de lista da CDU pelo círculo de Faro, Catarina Marques, prestou contas pelo trabalho realizado em defesa dos interesses dos trabalhadores e do povo português afirmando que “A CDU luta por soluções. Nos últimos anos, a CDU tornou possível o que alguns achavam impossível. Foi assim com a reposição do subsídio de Natal; com os manuais escolares gratuitos; com os cinco aumentos extraordinários nas reformas, ou seja, 50€ a mais todos os meses na vida de 1 milhão e oitocentos mil pensionistas; com o início da gratuitidade das creches.”

Pub

Tanto em Olhão como em VRSA, Catarina Marques sublinhou também que “Os trabalhadores e as populações algarvias conhecem-nos. Sabem da nossa intervenção em defesa da região, do seu desenvolvimento e progresso” e sublinhou que “neste Algarve é preciso aumentar salários. Para fazer face ao aumento do custo de vida. Para uma maior justiça na distribuição da riqueza. Aumentar o Salário mínimo nacional para 800 euros já em 2022 e para 850 euros em 2023. Aumentar os salários dos trabalhadores da administração pública e do sector privado”.

A CDU defendeu também a necessidade da diversificação da actividade económica na região. “A dependência quase exclusiva do Turismo, leva a que seja o Algarve que nas últimas duas crises, a região que em Portugal mais penalizada foi no desemprego e recessão económica”.“É preciso diversificar a actividade económica no Algarve. Promover a agricultura, as pescas, a indústria e criar emprego com direitos assegurando o aumento dos salários”, acrescentou.

Pub
Mais em Política
Parlamento
PS apresenta proposta de alteração ao OE2022 para apressar Hospital Central do Algarve

Os deputados do Partido Socialista (PS) eleitos pelo Algarve apresentaram uma proposta de alteração do Orçamento do Estado para 2022 para

Chega
Deputado eleito pelo Algarve ouviu órgãos distritais do Chega

Pedro Pinto, deputado do Chega eleito pelo Algarve, esteve na sede regional do partido, em Faro, na passada sexta-feira, 3, para ouvir os

Bloco de Esquerda organizou Fórum da Água

Decorreu no passado dia 7 de maio no Centro Autárquico de Quarteira o Fórum da…

Água
Jornadas Parlamentares do PS/Algarve abordam tema da água

«Garantir Água. Garantir Futuro» será o tema das Jornadas Parlamentares do PS/Algarve, que decorrem no no próximo sábado, 14, com várias