Faro apoia reforço de vagas de medicina na Ualg

Medida, que decorre de contrato-programa celebrado entre UAlg, ABC, Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior e AMAL, vai permitir criação de 96 vagas até ao ano de 2025

 A Câmara Municipal de Faro aprovou, em reunião de câmara do passado dia 5 de janeiro, a atribuição de um valor total de 317.090 euros à Universidade do Algarve (UAlg) para reforçar e ampliar as vagas do curso do mestrado integrado de Medicina.

Esta transferência, que decorre de um contrato-programa celebrado entre a UAlg, a Associação para o Desenvolvimento do Centro Académico de Investigação e Formação Biomédica do Algarve (AD-ABC), o Ministério da Ciência, Tecnologia e o Ensino Superior, através da Direção-Geral do Ensino Superior, e os municípios associados da Comunidade Intermunicipal do Algarve (AMAL), vem permitir o aumento até 96 vagas do curso de Medicina até ao ano de 2025.

Pub

O Contrato-Programa “Alargar e modernizar o ensino da medicina e a investigação biomédica na Universidade do Algarve” prevê a atribuição de 6 milhões de euros à Universidade do Algarve, em cinco anos (de 2021 a 2025), sendo também financiado pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior e pela AMAL. Para o efeito, o Município vai contribuir com transferências anuais no valor de 63.418 euros.

A assinatura deste contrato-programa consubstancia assim mais um investimento adicional da Autarquia na promoção da qualidade aos cuidados de saúde prestados à população, bem como no reforço das ofertas educativas no âmbito do ensino superior.

“Além de reforçar a afirmação da Universidade do Algarve enquanto instituição de ensino superior de referência a nível nacional, esperamos que este aumento do número de vagas no curso de Medicina venha ajudar a contribuir para a resolução das conhecidas carências ao nível da Saúde na região”, refere o presidente da Câmara de Faro, Rogério Bacalhau, adiantando que “é fulcral formar mais e melhores profissionais de saúde, e fixá-los na região”.

“No entanto, e apesar desta ser uma iniciativa fundamental para a nossa região, à qual não podíamos virar a cara, não podemos também deixar de alertar para a falta de resposta da Administração Central em cada vez mais áreas que são da sua esfera de competências, como é também o caso do Ensino Superior, em que esta tem sido sucessivamente substituída ou complementada pelas autarquias locais”, considerou ainda o autarca.

Pub

Pub
Mais em Saúde
Covid-19: idosos recebem a partir de hoje a 2a dose de reforço

Previsto para o início do outono, a aplicação da 2a dose de reforço foi antecipada devido ao aumento de infeções no país.

Vila Nova de Milfontes recebe ação de promoção de hábitos saudáveis

“Tudo em Prol do Coração!” é o lema da iniciativa agendada para o dia 27…

Médicos
Governo abre 17 vagas com incentivos para captar médicos para o Algarve

O Governo determinou as zonas geográficas do país onde se sente carência de médicos para efeitos de atribuição de incentivos à sua fixação,

Algarve vai ter unidade especializada para pessoas trans

Lisboa e Algarve vão passar a ter duas unidades especializadas para atendimento e acompanhamento de pessoas trans, cuja aberta está prevista