imagens aéreas de Lagos

Património de Lagos contará com valorização

A primeira reunião de câmara de 2022 da autarquia lacobrigense ficou marcada pela apresentação e aprovação de propostas de preservação, valorização e divulgação do património histórico-cultural do concelho, designadamente relacionadas com a toponímia e com a interpretação de vestígios arqueológicos.

A História de Lagos nas Nossas Ruas é um projeto que visa mostrar a toponímia do município de Lagos numa perspetiva histórica e pedagógica, envolvendo a Comissão Municipal de Toponímia, os agrupamentos escolares do concelho, a Fototeca Municipal e outros serviços camarários, os órgãos das freguesias, as associações e os munícipes em geral.

Pub

O pretendido é, diz a autarquia, «disponibilizar, através de uma plataforma online, informação sobre a história de cada rua e dos topónimos (atuais e antigos), com georreferenciação, mapas, fotografias, biografias e curiosidades, entre outras informações, é o que se se perspetiva desenvolver numa primeira fase sobre a cidade e, em fases posteriores, alargando a recolha e disponibilização de informação à toponímia de todo o concelho».

A valorização das estruturas do antigo porto de Lagos, conhecidas como “Cais Velho”, que foram soterradas em 1940 com a construção da Avenida da Guiné e trazidas de novo à luz do dia pela intervenção de requalificação da Frente Ribeirinha (desenvolvida entre 2008 e 2010 no âmbito do programa POLIS), é o objetivo da segunda proposta aprovada pelo executivo lacobrigense.

A ideia é voltar a repor o Cais Velho como peça essencial da documentação sobre a vida marítima de Lagos, para ser mostrado como fator de primeira qualidade para o conhecimento da história e da identidade da cidade e das suas gentes.

A autarquia compromete-se a «estudar, em articulação com os vários projetos existentes para a zona ribeirinha e na área museológica, a criação de um centro de interpretação sobre a história marítima de Lagos, que mostre o entrelaçamento da vida da cidade com a evolução das condições portuárias e que apresente como se pode desenhar no futuro a relação “Lagos – porto –mar” visando a reafirmação da sua vocação marítima».

Pub

 

Pub
Mais em Sociedade
Algarve
Pensar o Algarve 2030 ausculta populações do interior

As sessões de auscultação da população sobre «Pensar o Algarve 2030 – Estratégias para o interior», promovidas pela Associação In Loco,

Farol
Ilha do Farol é um dos “tesouros escondidos” na Europa

A Ilha do Farol, no concelho de Faro, foi nomeada para a lista de 22 “tesouros escondidos” revelada pelo site European Best Destinations

Helena Carreiras
Ministra da Defesa preside à cerimónia militar do Dia da Marinha em Faro no domingo

As celebrações do Dia da Marinha em Faro encerram amanhã, domingo, 22, com especial destaque para a cerimónia militar no jardim Manuel Bivar

Portimão
Semana Intercultural junta comunidades de migrantes de Portimão

A Semana Intercultural de Portimão vai decorrer entre 23 e 29 de maio, sob o mote da diversidade cultural, visando “promover a vivência das