diariOnline Região Sul

“A primeira prioridade é, sem dúvida, a saúde” – Cláudia Vasconcelos / IL

Cláudia Vasconcelos, cabeça de lista da Iniciativa Liberal (IL) pelo círculo eleitoral de Faro às próximas eleições Legislativas, aborda, em entrevista ao jornal diariOnline Região Sul, as prioridades e medidas do partido para a região.

Cláudia Vasconcelos, 38 anos, diretora hoteleira, natural de Faro e residente em Albufeira. Formada em Gestão Hoteleira na Escola Superior de Gestão, Hotelaria e Turismo na Universidade do Algarve, onde também fez uma pós-graduação em Direção Hoteleira. Foi presidente da Comissão Executiva da ESGHT no último ano de licenciatura. Viveu em Lisboa durante 10 anos, onde trabalhou como diretora de parcerias, na área dos serviços e seguros, e tirou uma pós-graduação em Marketing Management no ISCTE. Voltou depois ao Algarve, iniciando funções no setor hoteleiro em 2018. Foi uma das fundadoras do núcleo territorial da Iniciativa Liberal de Faro, que coordena, integrando também a comissão executiva do partido.

Pub

diariOnline Região Sul (dRS) – Quais as principais prioridades para a região algarvia?

Cláudia Vasconcelos (CV) – A primeira prioridade é, sem dúvida, a saúde. Embora todos os partidos falem desta prioridade, as propostas teimam em não aparecer. Os tempos de espera que quase atingem 1.000 dias, para uma mera consulta, não podem continuar a ser normalidade. São necessários mais recursos, tanto humanos como de capacidade hospitalar instalada, mas necessitamos igualmente de um novo modelo organizacional do sistema universal de saúde que permita uma resposta urgente a estes problemas da região.

Por outro lado, o emprego, ou melhor, o desemprego. Existe uma incapacidade de promover a diversificação económica no Algarve. Acredito que uma forte aposta na desburocratização e na criação de condições atrativas para captação de novos negócios e de novas empresas será essencial para que o Algarve comece a ser cada vez menos dependente do turismo.

Outra das grandes prioridades será naturalmente a habitação e a mobilidade. A população do Algarve, segundo os dados do Censos21, cresceu 3,7% nos últimos 10 anos, mas sem casas, as pessoas não se conseguem estabelecer condignamente. E sem transportes não se conseguem deslocar: a falta de uma rede integrada e funcional de transportes torna muito difícil para qualquer algarvio viver e trabalhar se não tiver viatura própria.

Pub

dRS – Que medidas imediatas devem ser adotadas?

CV – O Algarve foi das regiões mais afetadas pela pandemia ao longo destes últimos dois anos, resultando numa quebra brutal do PIB, num aumento exponencial do desemprego e no empobrecimento geral da população. Foram prometidos 300 milhões de euros como ajuda suplementar, pelo governo do PS, mas ninguém sabe onde param.

Uma das medidas que deve ser adotada no curto prazo é o aumento do rendimento das pessoas e capacidade de investimento das empresas. A Iniciativa Liberal propõe a simplificação e desagravamento do IRS com introdução de taxa única de 15%, inicialmente de forma gradual com duas taxas de forma a aumentar imediatamente os salários líquidos dos algarvios.

Adicionalmente, é fundamental aumentar a oferta de habitação como forma de promover a baixa dos seus preços e tornar a habitação mais acessível a todos os cidadãos. Propomos, entre outros, uma reforma do IMI e eliminar o IMT sobre as transações imobiliárias para primeira residência. Assim como reduzir a taxa de tributação em sede de IRS aplicada ao arrendamento para 15%.

dRS – Que modelo de desenvolvimento defende para a região?

Pub

CV – É essencial que o Algarve maximize o seu potencial e que não se limite à oferta sazonal turística. O turismo é, e bem, a pedra basilar da economia algarvia, mas é crucial diversificar a economia e possibilitar captar e reter talento e investimentos.

A Iniciativa Liberal propõe uma desburocratização e simplificação do enorme aparato público para facilitar o desenvolvimento de ideais e a concretização de sonhos das pessoas, maximizando o potencial e talento individual dos algarvios. Adicionalmente, a desburocratização e simplificação permite captar novos tipos de emprego e investimentos como, por exemplo, os nómadas digitais.

Sejamos sinceros, em pé de igualdade com o resto da europa, quem não desejaria viver no Algarve?

dRS – Em que medida a candidatura pode fazer a diferença?

CV – A nossa candidatura poderá e irá fazer toda a diferença. A Iniciativa Liberal desde o primeiro minuto que se propôs a ouvir os algarvios e a compreender os seus problemas. Definimos objetivos claros para a região: fazer crescer o Algarve, dar acesso aos melhores cuidados de saúde a todos os algarvios, lutar por rendimento líquidos superiores e por mais condições para as empresas, por mais habitação e por mais e melhores soluções de mobilidade na região. E para responder a estas questões, apresentamos medidas concretas.

Os algarvios terão na nossa lista as respostas para si e para a região. Sem promessas vãs, iremos lutar pelos objetivos a que nos propomos e iremos lutar pelo Algarve.

dRS – Como gostaria de ver o Algarve daqui a quatro anos?

CV – O Algarve que eu gostaria de ver daqui a quatro anos é um Algarve mais liberal!

Um Algarve onde todos tenham verdadeiramente as mesmas oportunidades e com possibilidade de mobilidade social. Um Algarve que potencialize a energia criativa e onde é bom viver e crescer. Uma região em que todos possam recorrer a serviços de saúde de qualidade e onde a educação tenha um papel fundamental.

É essencial que o futuro do Algarve seja ambicioso e que maximize o seu potencial para se tornar atrativo a quem deseje investir, viver e construir um projeto de vida na região. Para isso, vamos pôr o Algarve e Portugal a crescer!

Lista da IL pelo Algarve

A lista da Iniciativa Liberal pelo círculo de Faro integra os seguintes candidatos:

1 – Cláudia Vasconcelos

2 – João Caetano Dias

3 – Maria Merino

4 – Bernardo Lopes

5 – Salomé Luz

6 – António Pina

7 – Joaquim Lourenço

8 – Carolina Lindo

9 – Daniel Viegas

10 – André Sardo

11 – Catarina Azevedo

12 – Daniel Frango

13 – Vasco Rodrigues

14 – Fátima da Rocha

Nota: O jornal diariOnline Região Sul endereçou um conjunto de questões a todas as forças políticas que se apresentam às eleições legislativas, pelo círculo de Faro. Os artigos são publicados durante o período de campanha eleitoral (com exceção das forças políticas que não responderam em tempo útil).

Pub
Mais em Política
Parlamento
PS apresenta proposta de alteração ao OE2022 para apressar Hospital Central do Algarve

Os deputados do Partido Socialista (PS) eleitos pelo Algarve apresentaram uma proposta de alteração do Orçamento do Estado para 2022 para

Chega
Deputado eleito pelo Algarve ouviu órgãos distritais do Chega

Pedro Pinto, deputado do Chega eleito pelo Algarve, esteve na sede regional do partido, em Faro, na passada sexta-feira, 3, para ouvir os

Bloco de Esquerda organizou Fórum da Água

Decorreu no passado dia 7 de maio no Centro Autárquico de Quarteira o Fórum da…

Água
Jornadas Parlamentares do PS/Algarve abordam tema da água

«Garantir Água. Garantir Futuro» será o tema das Jornadas Parlamentares do PS/Algarve, que decorrem no no próximo sábado, 14, com várias