Foto: EuroNews (in vídeo)

Boris Johnson violou confinamento para celebrar aniversário

Tensão aumenta de dia para dia no meio parlamentar britânico

De acordo com auma notícia avançada hoje pela EuroNews, o primeiro-ministro do Reino Unido Boris Johnson enfrenta novos pedidos para que se demita, depois de ser revelado que celebrou no número 10 de Downing Street a sua festa de aniversário, a 19 de junho de 2020, na companhia de três dezenas de pessoas, o que constituiria uma violação do primeiro confinamento em vigor no país no quadro do combate contra a pandemia de coronavírus.

Continua a crescer a pressão para que Boris Johnson se demita, depois de serem conhecidas inúmeras festas em Downing Street, durante o confinamento, que obrigaram a pedidos de desculpa.

Pub

O primeiro-ministro britânico, segundo a EuroNews, diz esperar pelo resultado da investigação, mas a oposição não desarma. Numa conferência realizada no sábado, líder do Partido Trabalhista, Keir Starmer, reiterou o pedido, afirmando: "O que temos agora é uma situação de um primeiro-ministro que perdeu a autoridade moral para liderar. E justamente quando precisamos, porque ainda não estamos fora da pandemia, de um governo que tenha essa autoridade moral para liderar, perdemo-lo com este primeiro-ministro".

O gabinete de Johnson pediu desculpa à rainha e à família real na sexta-feira por realizar festas em Downing Street na noite que antecedeu o funeral do príncipe Filipe.

Na véspera Boris Johnson tinha pedido desculpa ao parlamento por ter participado numa festa em maio de 2020, durante o confinamento, numa altura em que os ingleses estavam confinados e não podiam visitar familiares e amigos nem participar em funerais.

Até agora, nenhuma das alegadas festas realizadas no n° 10 de Downing Street foi negada pelo gabinete do primeiro-ministro.

Pub

Pub
Mais em Internacional
McDonald’s vai vender restaurantes na Rússia (c/ vídeo)

Depois de anunciar o encerramento temporário na Rússia, o grupo McDonald’s revelou que vai sair do mercado russo…

MbZ, “homem forte” do Médio Oriente, novo presidente dos EAU

Mohamed bin Zayed (MbZ), um dos homens mais poderosos do Médio Oriente, depois da morte do seu irmão Khalifa, tormou-se no novo emir de Abu Dabi …

Algarve: imóvel de € 10 milhões, de Abramovich, está ‘congelado’

Portugal mantém congelado desde março um imóvel valorizado em 10 milhões de euros que o oligarca russo Roman Abramovich tem no Algarve …

Chefe de inteligência da Ucrânia diz que Putin tem cancro

O chefe da inteligência militar da Ucrânia disse nesta sexta-feira (13) que o presidente russo, Vladimir Putin,…