Foto: in APNews

Movimento Patriótico para Salvaguarda e Restauração assume controle de Burkina Faso

Centenas de pessoas marcharam hoje (25), terça feira, pelas ruas da capital de Burkina Faso numa demonstração de apoio à nova junta liderada por militares que derrubou o presidente democraticamente eleito Roch Marc Christian Kabore e assumiu o controle do país.

Foram dias de tiroteio e incerteza em Ouagadougou segundo a APNews, que terminaram esta segunda-feira à noite, quando mais de uma dúzia de soldados declaravam à imprensa local que o país está agora a ser administrado por sua nova organização - o Movimento Patriótico para Salvaguarda e Restauração.

Pub

Os eventos de hoje marcam uma nova era para Burkina Faso. Eles são uma oportunidade para todo o povo de Burkina Faso curar suas feridas, reconstruir sua coesão e celebrar o que sempre nos fez quem somos: a integridade”, disse o Capitão Sisdore Kaber Ouedraogo.

Esta terça-feira, de acordo com a APNews, Ouagadougou estava lotado de pessoas aplaudindo, cantando e dançando e houve relatos de celebrações noutras partes do país. 

O golpe ocorreu depois de várias manifestações terem sido realizadas contra o governo Kabore, que foi criticado pela ineficácia da sua resposta à violência extremista islâmica.

Estou feliz por estar aqui esta manhã para apoiar a junta no poder. Desejamos que o terrorismo seja erradicado nos próximos meses ou anos”, disse Salif Kientga, que estava no comício na capital.

Pub

Alguns apoiantes agitavam bandeiras do Mali e de Burkina Faso e seguravam fotos do governante da junta do Mali, o coronel Assimi Goita, ao lado do novo líder de Burkina Faso, tenente-coronel Paul Henri Sandaogo Damiba, dizendo que o regime militar era a única maneira de retirar os dois países de crise. 

Outros gritaram “Abaixo a CEDEAO”, o bloco regional da África Ocidental que recentemente sancionou o Mali por adiar as eleições e que também condenou a tomada do poder militar em Burkina Faso.

Refere também a APNews , que a junta fechou as fronteiras, impôs um toque de recolher, suspendeu a Constituição e dissolveu o governo e o parlamento e disse que devolveria Burkina Faso à ordem constitucional, mas não especificou quando. 

Os soldados disseram que o presidente deposto está seguro, mas não revelaram o local onde se encontra detido. Uma carta de demissão de circulação pública assinada por Kabore dizia que ele estava deixando o seu cargo pelo melhor interesse do país.

A APNews salienta que o golpe ocorre após meses de crescente frustração com a incapacidade do governo Kabore de conterum insurgimento jihadista que assolou o país, matando milhares e deslocando mais de um milhão e meios de pessoas. 

Pub

Contudo, ainda não está claro o que pode mudar no país sob a nova junta, já que os militares mal equipados lutam para combater os jihadistas ligados à Al Qaeda e ao grupo Estado Islâmico.

Pub
Mais em Internacional
Brasil: fim do estado de emergência em saúde pública Covid-19

Chegou ao fim, neste domingo (22), o estado de Emergência em Saúde Pública de Importância Nacional (ESPIN),…

Brasileiro encontrado morto com abraçadeiras no pescoço

O corpo do brasileiro, natural de Minas Gerais, foi encontrado na região de Cabo da…

Manto de neve cobre parte do sul do Brasil

Um manto de neve cobriu partes do estado de Santa Catarina no sul do Brasil que desde há alguns dias enfrenta uma invulgar vaga de frio

Portugal apoia Polónia com € 50 milhões em produtos e materiais

António Costa anunciou doação no valor de 50 milhões de euros, desde casas pré fabricadas até produtos farmacêuticos.