IL

Candidatos da IL simulam em Silves trajetos para alunos chegarem à escola

Os candidatos da Iniciativa Liberal (IL) às Legislativas simularam ontem, segunda-feira, algumas viagens feitas por estudantes do ensino secundário dentro dos concelhos de Silves e Albufeira, demonstrando “a importância da opção de escolha da escola” por pais e alunos.

A caravana liberal, liderada por Cláudia Vasconcelos, cabeça de lista pelo Algarve, esteve no concelho de Silves e fez um exercício para “compreender as dificuldades dos alunos do ensino secundário do concelho para chegarem” à sua escola.

Pub

Partindo da porta da Escola Secundária de Silves, dividiu-se o grupo em dois: um dos grupos rumou a Tunes e o outro a Armação de Pêra. As viagens, ambas com cerca de 20 quilómetros, demoraram entre 25 e 30 minutos.

Distância mais curta e rápida para Albufeira

Chegados ao centro de Tunes e de Armação de Pêra, os candidatos rumaram à porta da Escola Secundária de Albufeira, percorrendo cerca de 13 quilómetros que demoraram 14 minutos.

Estes percursos foram feitos sem recurso à autoestrada e o que se quis demonstrar com esta ação, diz a IL, “é a importância da opção de escolha da escola por parte de pais e alunos”.

“Seja pela proximidade, seja pela qualidade que lhe reconhecem, seja por uma questão de corpo docente ou por preferência em determinada forma de encarar o processo educativo, a IL defende que devem ser os pais e os alunos a escolher a sua escola. Não deve nunca um código postal influenciar essa escolha”, assinalam os liberais.

Pub

Para a Iniciativa Liberal, o desconhecimento da região e a falta de coordenação e de abertura dos órgãos decisores a nível nacional na abertura de opções de escolha da escola leva a que, por exemplo, os alunos do ensino secundário do concelho de Silves que vivem naquelas localidades “sejam forçados a escolher a única escola secundária do seu concelho, que fica ao dobro da distância e de tempo da escola secundária do concelho vizinho”.

Cláudia Vasconcelos, cabeça de lista pelo Algarve da IL, realça “a importância de ter um processo de descentralização que funcione de forma efetiva e que seja capaz de responder aos problemas reais da população”.

A questão da mobilidade na região e a necessidade da existência de horários adequados nos serviços de transporte que respondam às necessidades dos alunos foram outros pontos apontados pela candidata liberal.

Pub
Mais em Política
CHUA
Chega organiza vigília pela construção do Hospital Central do Algarve

O Chega vai organizar uma vigília pela construção do Hospital Central do Algarve, no próximo dia 27 de maio, em redor das atuais instalações

Parlamento
PS apresenta proposta de alteração ao OE2022 para apressar Hospital Central do Algarve

Os deputados do Partido Socialista (PS) eleitos pelo Algarve apresentaram uma proposta de alteração do Orçamento do Estado para 2022 para

Chega
Deputado eleito pelo Algarve ouviu órgãos distritais do Chega

Pedro Pinto, deputado do Chega eleito pelo Algarve, esteve na sede regional do partido, em Faro, na passada sexta-feira, 3, para ouvir os

Bloco de Esquerda organizou Fórum da Água

Decorreu no passado dia 7 de maio no Centro Autárquico de Quarteira o Fórum da…