Albufeira assinala Dia dos Namorados com simpósio sobre sexualidade

Muitos mitos e preconceitos ainda pairam sobre a sexualidade de pessoas com deficiência, mas felizmente estas crenças começam a mudar paulatinamente. Um dos mitos mais comuns é considerar que as pessoas com deficiência são assexuadas.

Com o objetivo de desmitificar os referidos mitos, transmitir conhecimentos e partilhar experiências que visam chamar a atenção de todas as pessoas para a problemática da Sexualidade na Deficiência, em 2020, no Dia dos Namorados, o Município de Albufeira reuniu na Biblioteca Municipal Lídia Jorge, vários especialistas na área da sexualidade e psicologia, entidades que trabalham na área e diversos jovens que transmitiram o seu testemunho na primeira pessoa, a mais de 80 participantes oriundos de vários pontos do país. Um mês depois o País entrava em pandemia devido à Covid-19 e, os afetos deram lugar a máscaras e isolamento social.

Dois anos depois,  o Município regressa ao tema, desta feita com o objetivo muito concreto de analisar como as relações, os namoros e os afetos da população deficiente foram afetados durante a pandemia.

Pub

Para o efeito organizou a segunda edição do Simpósio intitulado “A Sexualidade na Deficiência – Afetos durante a Pandemia”, que vai ter lugar no próximo dia 14 de fevereiro, segunda-feira, através da plataforma Zoom, das 9h30 às 12h30.

A sessão de abertura fica à responsabilidade da vereadora da Ação Social do Município de Albufeira, Cláudia Guedelha, e a apresentação do Seminário a cargo da técnica da autarquia Solange Azevedo. Pelas 10h00, está prevista a primeira intervenção pelo grupo de autorepresentantes (SPA) da AAPCDAM – Associação Algarvia de Pais e Amigos de Crianças Diminuídas Mentais, que à semelhança do que aconteceu em 2020, vêm apresentar relatos verídicos de casais com deficiência, mas agora para contar como lidaram com a separação provocada pela pandemia e as suas reações à falta de afetos.  

Seguem-se as intervenções da diretora do Lar S. Vicente da Santa Casa da Misericórdia de Albufeira, Suzete Ruivo (10h50), e do do grupo do Fórum Sócio – Ocupacional da ASMAL – Associação de Saúde Mental do Algarve (11h40) , que irão dar a conhecer as mudanças implementadas pelas respetivas instituições no sentido de se adaptarem aos novos tempos, bem como  o trabalho diário desenvolvido com os utentes na áre a dos afetos.

Após cada intervenção, está contemplado um período destinado à intervenção do público, onde são bem vindos todos os contributos, para que juntos possamos refletir sobre o tema e encontrar as melhores soluções para a saúde sexual de quem tem condicionantes físicas e psicológicas. Um modo diferente de celebrar o Amor e o Dia dos Namorados em Albufeira.

Pub

Pub
Mais em Sociedade
Homem detido por roubos em Loulé

O Comando de Faro, através do Núcleo de Investigação Criminal de Loulé, no dia 12 de maio, deteve um homem de 45 anos, por roubos, em Loulé.

Atropelamento na EN125, em Loulé, faz duas vítimas mortais – CNN

Duas mulheres, mãe e filha, morreram este domingo num atropelamento na Estrada Nacional 125, nas Quatros Estradas, concelho de Loulé, disse

Vinhos de Lagoa premiados no Concurso Cidades do Vinho

O vinho ARVAD, Touriga Nacional e o vinho Marquês dos Vales, Grande Escolha, ambos produzidos no concelho de Lagoa, estiveram em destaque…

Aldeias de Crianças SOS quer alertar para a importância da família

A mais recente campanha das Aldeias de Crianças SOS, lançada com o objetivo de celebrar o Dia da Família, pretende «alertar para a família».