Foto: in Record TV Europa

Tribunal da Relação mantém pena de Armando Vara

Vara foi condenado em julho de 2021 a uma pena de dois anos de prisão efetiva

O Tribunal da Relação de Lisboa (TRL) manteve a pena de dois anos de prisão efetiva aplicada a Armando Vara por branqueamento de capitais, ao rejeitar o recurso da defesa do ex-ministro num processo separado da Operação Marquês, segundo noticia hoje a Record TV Europa.

Armando Vara tinha sido condenado em primeira instância no Tribunal Criminal de Lisboa, em julho de 2021, por um crime de branqueamento de capitais, que tem como principal arguido o ex-primeiro-ministro José Sócrates.

Pub

Em 2006, enquanto administrador da Caixa Geral de Depósitos (CGD), Vara terá alegadamente conseguido financiamento da CGD para o empreendimento de Vale do Lobo, na freguesia de Almancil, que segundo acusação do Ministério Público terá implicado uma transferência de um milhão de euros para uma conta bancária por si controlada, como contrapartida financeira.

Acordam em negar provimento ao recurso e confirmam o acórdão recorrido”, pode ler-se no acórdão do TRL proferido, a que a Lusa teve hoje acesso, e de que foi relatora a desembargadora Alda Tomé Casimiro e adjunta Anabela Simões Cardoso, como se lê na notícia veiculada pela Record TV Europa.

Pub
Mais em Nacional
Reforço de meios de combate a incêndios no terreno até dia 31

O dispositivo especial de combate a incêndios rurais (DECIR) para este ano, conforme definido pela…

Língua Portuguesa é a quarta mais falada no mundo

Idioma é usado por 260 milhões de pessoas O Instituto Camões informou hoje, 5 de…

CNN: Marcelo pediu mais meios para as forças armadas e “consenso nacional” (c/vídeo)

Presidente da República centrou nas forças armadas a sua intervenção na sessão solene que assinalou…

DGRM efetua venda antecipada de Alabote congelado apreendido

A Direção-Geral de Recursos Naturais, Segurança e Serviços Marítimos vai promover uma venda antecipada de 743 kg de Alabote apreendido.