PSD: Hospital de S. Gonçalo de Lagos e a TAP à moda do Algarve

Os candidatos do PSD às próximas Eleições Legislativas pelo Círculo Eleitoral do Algarve lamentam a decisão, apressada, tomada a menos de uma semana das eleições, de integrar o Hospital de São Gonçalo de Lagos no Serviço Nacional de Saúde.

Em comunicado de imprensa, o PSD afirma: “o Partido Socialista e o Governo têm acusado o PSD de querer privatizar o SNS, mas vêm agora com toda a pompa e circunstância congratular-se com um negócio que entrega 43.000 euros todos os meses aos privados para garantir apenas 23 camas”.

O PSD lamenta que seja feito mais um acordo à socialista, uma TAP à moda do Algarve que nada mais é do que uma tentativa de salvar um grupo privado de saúde de um negócio pouco viável. Um grupo privado que depois da compra do edifício do Hospital de São Gonçalo de Lagos por um grupo francês, vem agora, menos de um mês depois, ceder a sua posição ao Centro Hospitalar Universitário do Algarve.

Pub

Os deputados do PSD eleitos pelo Algarve comprometem-se, logo após a tomada de posse na Assembleia da República, a pedir esclarecimentos ao Governo, à Administração Regional de Saúde do Algarve e ao Centro Hospitalar Universitário do Algarve sobre os detalhes deste acordo que é claramente lesivo para os interesses do país e da população.

“Nos últimos dias os candidatos do PS têm mostrado como desconhecem os reais problemas da saúde no Algarve e recorrem às falsas declarações para denegrir a imagem, o empenho e as propostas do PSD para melhorar a qualidade de vida dos algarvios.

É lamentável que a cabeça-de-lista do PS afirme que o PSD não pretende construir o novo Hospital Central do Algarve, quando essa proposta está bem explícita no programa nacional do partido, bem como é uma das medidas fundamentais dos candidatos pelo círculo de Faro. É preciso recordar que tem sido o PS a adiar, ano após ano, esta obra fundamental. Prometeu a obra nas eleições de 2015 para a suspender logo em 2016. O tema voltou em 2019, antes das eleições, para voltar a ser posto na gaveta por Jamila Madeira, quando chegou a Secretária de Estado da Saúde”.

O Partido Socialista vem agora, em desespero e a poucos dias das eleições, pedir “confiança” para “continuar a investir na saúde do Algarve”.

Pub

“É preciso recordar o Partido Socialista que há mais de 82 mil algarvios sem médico de família, um número que é hoje 24% superior ao que se verificava no final de 2020. É preciso recordar o Partido Socialista que os tempos de espera continuam a aumentar na região graças ao Governo que está no poder.

É claro para todos que a Saúde no Algarve precisa de medidas fortes, de propostas concretas e não de demagogias e palavras ocas de quem pretende apenas fazer títulos com promessas que já todos sabem que não serão cumpridas”, concluem.

Nos últimos 26 anos o Partido Socialista governou durante 19 com as consequências que estão à vista de todos: menos médicos de família; menos cirurgias; menos consultas. Em resumo, menos saúde.

É evidente que, com o Partido Socialista, o Algarve e os algarvios continuarão sem uma resposta adequada para os problemas que a saúde atravessa. São necessários mais médicos, mais enfermeiros, mais técnicos, mais auxiliares. São necessárias mais infraestruturas, como o novo Hospital Central do Algarve. O Algarve não precisa de mais promessas por cumprir. Precisa de quem cumpra, realmente, o que promete e o PSD é a garantia desse futuro.

Pub
Mais em Política
CHUA
Chega organiza vigília pela construção do Hospital Central do Algarve

O Chega vai organizar uma vigília pela construção do Hospital Central do Algarve, no próximo dia 27 de maio, em redor das atuais instalações

Parlamento
PS apresenta proposta de alteração ao OE2022 para apressar Hospital Central do Algarve

Os deputados do Partido Socialista (PS) eleitos pelo Algarve apresentaram uma proposta de alteração do Orçamento do Estado para 2022 para

Chega
Deputado eleito pelo Algarve ouviu órgãos distritais do Chega

Pedro Pinto, deputado do Chega eleito pelo Algarve, esteve na sede regional do partido, em Faro, na passada sexta-feira, 3, para ouvir os

Bloco de Esquerda organizou Fórum da Água

Decorreu no passado dia 7 de maio no Centro Autárquico de Quarteira o Fórum da…